Segunda-Feira, 21 de Setembro de 2020

União
Quarta-Feira, 12 de Agosto de 2020, 08h:27

PRIVILEGIOU SBT E RECORD

TCU vê falta de critério no governo Bolsonaro no rateio das verbas para TVs

Redação

Reprodução

Bolsonaro, Fabio Faria e Silvio Santos

A divisão do bolo de publicidades institucional em governos municipais, estaduais e federal sempre foram desproporcionais, pior ainda para aqueles veiculos de imprensa que são combativos e divulgam irregularidades, ai não conseguem nada.

Os governantes gostam dos veiculos de imprensa bajuladores, que noticiam só coisas positivas por parte dos governos, mesmo que a situação esteja um caos  como se encontra o Brasil neste momento.

Uma auditoria do TCU concluiu que a Secom de Jair Bolsonaro privilegiou Record e SBT em detrimento da Globo.

“Os donos das emissoras — Edir Macedo e Silvio Santos, respectivamente — manifestaram apoio ao governo em diferentes ocasiões”, diz a Folha de S. Paulo.

“De 2018 para 2019, primeiro ano da gestão Bolsonaro, a parte da Globo no bolo das campanhas da Secom despencou de 39% para 16% — em 2017, havia sido de 49%. No mesmo o período, a Record ampliou sua fatia de 31% para 43% e o SBT, de 30% para 41%”.

https://www1.folha.uol.com.br/poder/2020/08/tcu-ve-falta-de-criterio-do-governo-bolsonaro-no-rateio-de-verbas-para-tvs.shtml

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!