Quinta-Feira, 13 de Agosto de 2020

Política
Sábado, 04 de Julho de 2020, 08h:26

COVID-19 EM MATO GROSSO

Sobre quem recai o sangue dos mortos da pandemia?

Jô Navarro

O presidente da República negacionista, que trata o vírus mais mortal da história do planeta como 'gripezinha' e se recusa a usar máscara?

O prefeito que se recusa a acatar medidas de isolamento social determinadas pelos governadores?

O ministro do Supremo Tribunal Federal que suspende decisão judicial e permite a suspensão de lockdown?

A irresponsabilidade daqueles que têm o dever de zelar pela proteção do cidadão e garantir o direito à vida e saúde jamais será esquecida. Quem perdeu o filho, o irmão, o pai, a mãe, a esposa, o marido, o amigo, jamais esquecerá os nomes dos irresponsáveis que contribuem impunemente para mais mortes.

Leia também:

Covid-19 mata 35 pessoas em 24h em MT; Estado chega a 19.540 casos confirmados

Ontem o ministro Dias Toffoli, presidente do STF, suspendeu o lokdown em Rondonópolis e a partir de segunda-feira o comércio será reaberto. O município é o terceiro em número de casos (1.375) e mortes (65) no Estado, os leitos de UTI no Hospital Regional de Rondonópolis tem 83,33% de ocupação e a Santa Casa 100% de ocupação. Mas o prefeito José Carlos do Pátio está preocupado com a arrecadação de ICMS e com as eleições em novembro. Ambos (prefeito e ministro) serão lembrados para sempre, inclusive nas urnas eleitorais, pelos enlutados da pandemia.

O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro segue o mesmo caminho. Não bastasse ter em sua biografia o 'vídeo do paletó', o prefeito também se recusa a proteger a vida dos cuiabanos. Desabilitou leitos de UTI adulto, tenta acabar com os leitos de UTI pediátrica no Hospital e Pronto Socorro (antigo PS) e recorreu ao STF para não acatar a determinação do Governo de Mato Grosso (lokdown). 

Sobre eles recai a culpa. Sobre eles recai o sangue dos mortos da pandemia.

Mesmo que o prefeito e o ministro digam não, #ficaemcasa. 

Mesmo que o presidente Jair Bolsonaro vete o uso de máscara, #usemascara 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO