Terça-Feira, 14 de Julho de 2020

MPF
Segunda-Feira, 25 de Maio de 2020, 12h:55

NA CONTRAMÃO DA CIÊNCIA

MPF-GO notifica Estado e municípios para disponibilizarem Hidroxicloroquina

Recomendação acontece no dia em que a OMS anunciou suspensão de testes com hidroxicloroquina

Da Redação

Reprodução

Cloroquina

O Ministério Público Federal (MPF) em Goiás recomendou, nesta segunda-feira (25/5), aos governos do Estado de Goiás (GO) e de 119 Municípios goianos que tomem as providências necessárias para que os medicamentos para uso precoce no tratamento da covid-19, conforme orientações veiculadas pelo Ministério da Saúde (MS) na Nota Informativa nº 9/2020-SE/GAB/SE/MS, sejam disponibilizados nas respectivas unidades de saúde do Sistema Único de Saúde (SUS). Os 119 Municípios recomendados são aqueles abrangidos pela atribuição da Procuradoria da República em Goiás (PR/GO),  localizada em Goiânia.

Trata-se da Hidroxicloroquina e Sulfato de Cloroquina associados à Azitromicina.  A recomendação acontece justamente no dia em que a Organização Mundial de Saúde (OMS) anunciou a suspensão de testes com hidroxicloroquina em testes de medicamentos para a covid-19.  A decisão foi tomada dentro dos ensaios Solidariedade, iniciativa internacional com 35 países coordenada pela OMS para buscar tratamentos contra a doença.

A orientação do Ministério da Saúde, publicada sob o ministro interino, general  Eduardo Pazuello, é contestada por médicos e técnicos do próprio ministério, que preferiram pedir demissão a assinar orientação que não corresponde aos resultados de pesquisas científicas. Dois ministros pediram demissão por esse motivo, Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich.  

O procurador da República Ailton Benedito de Souza, autor da recomendação, ainda determinou que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), adote medidas imediatas para que as medicações preconizadas pelo MS para tratamento das doenças causadas pelo novo coronavírus estejam disponíveis nas farmácias e drogarias comerciais dos 119 Municípios

Os recomendados têm o prazo de cinco dias para informar ao MPF sobre o acatamento ou não da recomendação.

Íntegra da recomendação. (Procedimento Administrativo nº 1.18.000.001244/2020-71)

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO