Sexta-Feira, 22 de Junho de 2018

MPF
Terça-Feira, 31 de Outubro de 2017, 07h:38

PGR

Raquel Dodge reforça denúncia de Janot e pede ação penal contra Agripino

Redação

Reprodução

O senador é acusado José Agripino Maia (DEM-RN) por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, muitas vezes criticada por ser muito centralizadora vem demonstrando firmeza e independência no cargo, até mesmo diante do Palácio do Planalto.

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, recomendou que o Supremo Tribunal Federal (STF) receba a denúncia apresentada em setembro por seu antecessor no cargo, Rodrigo Janot, contra o senador José Agripino Maia (DEM-RN) por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

“A denúncia narra os fatos atribuídos ao acusado em um contexto de recebimento de vantagens indevidas, de forma oculta e disfarçada, no âmbito de complexo esquema de corrupção envolvendo diversas pessoas, divididas em núcleos especializados em determinadas tarefas”, escreveu a procuradora.

O parecer de Raquel reforça a convicção de Janot de que há elementos mínimos apontando a autoria dos crimes e justificando a continuidade das investigações. O relator do inquérito, ministro Luís Roberto Barroso, deve apresentar um voto à Primeira Turma do STF, composta por cinco ministros, que vão decidir se aceitam ou não a denúncia. Em caso positivo, o inquérito será transformado em ação penal

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO