Terça-Feira, 23 de Julho de 2019

MPE
Domingo, 10 de Março de 2019, 09h:59

NOVOS RUMOS

O Ministério Público de MT, sob José Antônio Borges, deve ser rigoroso e menos midiático

Cícero Henrique

Reprodução

procurador-geral de Justiça de Mato Grosso, José Antônio Borges

O procurador-geral de Justiça de Mato Grosso, José Antônio Borges, está fazendo a coisa certa. Primeiro, quer um Ministério Público menos dispendioso para o Erário e para a sociedade. Segundo, planeja um MP mais eficiente e menos midiático.

José Antônio Borges, competente e íntegro, não vai enquadrar promotores, mas vai cobrar eficiência, resultados concretos, e não denúncias vazias, meramente destrutivas e midiáticas. O MP é “parte”, mas não precisa ser injusto nem tratar supostos “adversários” como “inimigos”. Portanto, independência dos promotores sim, mas com responsabilidade.

A cautela não significa que o MP vai deixar de ser firme e rigoroso. A firmeza e o rigor vão ser mantidos, mas a moderação, que pode levar a instituição a ser mais justa, certamente será buscada.

Nos bastidores comentários são de que novas oprerações devem ocorrer e que muitos políticos, empresários são os alvos.

A dinâmica mudou no Ministério Público do Estado de Mato Grosso.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO