Quarta-Feira, 20 de Junho de 2018

MP
Quarta-Feira, 28 de Fevereiro de 2018, 14h:27

DEFESA DO CONSUMIDOR

Operação busca coibir venda clandestina de carne em Porto dos Gaúchos e Nova Horizonte do Norte

Redação

MPE

Carne Clandestina em MT

Seis mercados, localizados nos municípios de Porto dos Gaúchos e Novo Horizonte do Norte, foram inspecionados durante operação promovida nesta terça-feira (27) pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso em parceria com a Vigilância Sanitária e Polícias Militar e Civil. O objetivo da iniciativa foi verificar eventual venda de carne sem certificação, considerada clandestina, bem como, apurar eventuais ilícitos que possam causar danos à saúde pública.

O promotor de Justiça Marcelo Rodrigues Silva explica que, com relação à comercialização da carne, não foi detectada irregularidade. No entanto, foram localizados produtos fora da data de validade e irregularidades na câmara fria de um dos mercados. Dentro da câmara fria e do congelador havia moscas e oxidação em um dos aparelhos de refrigeração. Havia, ainda, a venda de queijos sem nenhuma rotulagem, constatando que não foram nem sequer inspecionados na sua produção.

Nos próximos dias, o Ministério Público expedirá notificações recomendatórias para adequação e correção das irregularidades verificadas. No que se refere aos produtos encontrados com a data de validade expirada, foram recolhidos das prateleiras e os gerentes dos mercados conduzidos para a Delegacia de Polícia para lavratura do auto de prisão em flagrante. A venda de produtos fora da data de validade é considerado crime.

“A atuação do Ministério Público, em conjunto com a vigilância sanitária e com as Polícias Civil e Militar, garante à população dos Municípios de Porto dos Gaúchos e de Novo Horizonte do Norte que há fiscalização na venda de produtos pelos estabelecimentos comerciais e que qualquer irregularidade será devidamente repreendida”, afirmou o Promotor de Justiça, Marcelo Rodrigues Silva.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO