Terça-Feira, 20 de Agosto de 2019

Mato Grosso

Segunda-Feira, 03 de Junho de 2019, 15h:29

SAGAE

Técnicos da Empaer cadastram mais de mil agricultores familiares em nova plataforma digital

Rosana Persona | Empaer-MT

João de Melo | Empaer

Até o agricultor terá acesso, podendo acompanhar a sua produção e evolução da propriedade.

Em apenas um mês de funcionamento, 50 municípios, 950 comunidades rurais e mais de mil famílias de agricultores familiares foram inseridos no Sistema de Acompanhamento e Gerenciamento das Atividades da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Sagae). A nova plataforma digital está sendo utilizada para coletar as informações dos serviços prestados ao público alvo, além de avaliar o ganho social dos produtores rurais e o trabalho executado pelos funcionários da empresa.

O Técnico de Administração Sistêmica da Empaer, Eder Antônio da Silva, explica que essa ferramenta entrou em operação no mês de abril, e até o final do ano, a proposta é fazer o cadastro de 50 mil agricultores familiares. Ele destaca que a plataforma também terá os indicadores das cadeias produtivas, e cita como exemplo a cadeia da bovinocultura de leite. Os dados apresentados vão mostrar a evolução do rebanho no Estado, métodos de trabalho, produção por município, tipo de pastagem e outros.

Eder enfatiza que com a inserção dos dados pelos técnicos da Empaer, em menos de um ano o Governo do Estado terá um banco de dados de todas as cadeias produtivas: piscicultura, bovinocultura, olericultura, fruticultura, mandiocultura, cafeicultura, apicultura, flores tropicais e Sistemas Agroflorestais. “O acesso nesse primeiro momento está limitado ao técnico que realiza o cadastramento das famílias, mas no futuro todos os técnicos da empresa utilizarão a plataforma como meio de registro e monitoramento do trabalho prestado. Até o agricultor terá acesso, podendo acompanhar a sua produção e evolução da propriedade”, esclarece Eder.

Além disso, a plataforma digital vai fornecer dados de comunidades e assentamentos de cada município, informando a área plantada, previsão de produção, número de produtores, tipos de equipamentos utilizados, condições da propriedade (se possui água, energia, esgoto, internet e outros), acesso as linhas de crédito, comercialização da produção e etc. Também será possível fazer um diagnóstico integrado e mais preciso da área do produtor e da atuação do técnico da Empaer junto as propriedades atendidas.

Conforme Eder, o Sagae vai possibilitar ao técnico, ao extensionista e ao pesquisador armazenar dados dos produtores atendidos e analisar os resultados da assistência técnica quanto à melhoria produtiva e rentabilidade, adequação ambiental e infraestrutura produtiva das propriedades rurais, além de registrar informações de eventos promovidos para capacitação e fomento junto ao produtor rural de forma transparente e moderna.

O engenheiro agrônomo da Empaer, Clovis Luiz de Moraes Manica, que vem operando o sistema em Peixoto de Azevedo, conta que já inseriu 91 famílias de produtores rurais, sete comunidades, 28 Unidades de Produção, 75 atendimentos realizados e outros. Ele afirma que o sistema é eficiente e ágil e que em menos de 10 minutos consegue inserir diversas informações no banco de dados.

Eder explica que o sistema foi elaborado em 2018 e entrou em operação em 2019. Alguns arranjos ainda serão feitos, mas, a ferramenta já está em funcionamento. “O Sagae vai ajudar a programar o atendimento ao agricultor e auxiliar no fechamento do relatório com informações sobre o desenvolvimento da agricultura familiar no Estado de Mato Grosso”, finaliza.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!