Terça-Feira, 19 de Novembro de 2019

Mato Grosso

Segunda-Feira, 07 de Outubro de 2019, 06h:57

OPERAÇÃO TRYPES

Segunda fase da Operação Trypes fecha garimpo ilegal em Aripuanã

PF, SEMA e IBAMA ficarão no local durante toda esta semana

Redação

Divulgação/PF-MT

A Polícia Federal desencadeou, nesta segunda-feira (07/10), a 2ª fase da Operação Trypes em ação conjunta com forças de segurança do Estado de Mato Grosso.

Esta etapa tem o objetivo de cessar as atividades de um grande garimpo ilegal no município de Aripuanã.

De acordo com as investigações, além do impacto ambiental na região, o garimpo ilegal estaria causando grande impacto social no município com aumento do índice de homicídios, tráfico de drogas, prostituição, etc.

Cerca de 160 policiais, além de servidores do IBAMA e da Secretaria de Estado do Meio Ambiente do Mato Grosso - SEMA/MT atuarão na área durante toda semana. Veja ao final desta reportagem imagens da chegada da PF no local.

 

Divulgação/PF-MT

Garimpo ilegal

 

Primeira fase

No dia 26 de setembro foi deflagrada a 1ª fase da operação, quando foram cumpridos 16 mandados de busca e apreensão, dois mandados de suspensão de atividade econômica, dois mandados de bloqueio de contas e seis mandados de prisão preventiva nos municípios mato-grossenses de Aripuanã, Alta Floresta, Juína, Nova Bandeirantes e Paranaíta.

As investigações apontam que a comercialização ocorria por meio de um articulado esquema de lavagem de dinheiro, envolvendo emissão de documentos falsos e uso de contas bancárias abertas para esta específica finalidade criminosa.

*O nome da operação deriva da palavra grega "trypes" que significa “buracos”. Esta é uma alusão à situação em que ficou a região após a ação dos criminosos.

1 COMENTÁRIO:

E como ficou a situação nossa aqui em Rondônia? Qual nome vão da na operação das hidrelétricas que mataram milhões de animais destruindo nossas matas poluído nossos rios. Ninguém faz nada. Sabe porquê! Porque são os todo poderosos que estão lucrando com isso. Prostituição, violência e tudo mais. Ficou aqui em Porto velho do currutela de garimpo,borracha e agora hidrelétricas. Acham pouco o povo que vieram de fora para ter oportunidade e ficaram por aqui desempregados e passando fome. E agora vem com mimi de operações coitados esses a maioria são pais de família. Que estão tentando sobreviver. Mas esse é nosso país. Brasil. (mãe para todos e Madrasta para os filhos da terra.)
enviado por: Lídia em 07/10/2019 às 15:22:02
0
 
0
responder

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO