Sábado, 22 de Setembro de 2018

Mato Grosso

Quinta-Feira, 08 de Março de 2018, 10h:26

ELEIÇÕES

PP de Mato Grosso, ser ou não ser?

Cícero Henrique

FolhaMax

Governador Pedro Taques e Ezequiel Fonseca

A reunião para decidir se o PP fica ou não na base do governador Pedro Taques ainda não tem data e poderá contar até mesmo com a presença do presidente nacional da legenda, senador Ciro Nogueira.

Caso a reunião aconteça, o senador Ciro Nogueira vai ouvir os argumentos de Ezequiel Fonseca. A verdade é que o PP quer um nome para a majoritária, como não está conseguindo na base governista, tende a compor com a oposição, com os pré-candidatos do MDB e do DEM, respectivamente, que devem marchar juntos em outubro. Um aliado do partido, disse para a redação: “É igual Mega-Sena: é preciso apostar e esperar o resultado”. Ele quer dizer que, na verdade, não há favas contadas: ‘PP tem 50% de chance de ficar com o governo e com a oposição têm 50%”.

As conversas estão intensas com os partidos da oposição. Em tese, um senador tem mais peso. Mas, na composição do fundo partidário, os deputados são decisivos — e não os senadores. 

Fontes disseram que o governador tucano poderá sugerir que o PP seja primeiro suplente no Senado Federal. Já o PP concorda e não concorda com a hipótese. 

Apesar do disse-me-disse do mercado persa da política, os governistas ainda não desistiram do passe político do PP. O PP quer eleger mais deputados para ficar mais fortalecido. O problema é que PP está determinado a disputar mandato de senador.

 

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO