Terça-Feira, 21 de Maio de 2019

Mato Grosso

Sexta-Feira, 15 de Março de 2019, 17h:23

OPERAÇÃO RÊMORA

Permínio Pinto presta novo depoimento depois de ter delação homologada no STF

Jô Navarro

TJMT

O ex-secretário de Educação Permínio Pinto prestou novo depoimento no processo da operação Rêmora, nesta sexta-feira (15) à juíza Ana Cristina Silva Mendes, da 7ª Vara Criminal de Cuiabá.

O depoimento acontece após comunicação do Supremo à Justiça mato-grossense da homologação da delação de Permínio, firmada com junto ao Ministério Público Federal (MPF), homologada pelo STF em outubro de 2017e anexada na ação penal que investiga esquema de corrupção na secretaria de Estado de Educação (Seduc), oriunda da operação Rêmora.

O advogado Arthur Osti, responsável pela defesa de Permínio Pinto, declarou à imprensa que no depoimento seu cliente ratificou as informações prestadas anteriormente, pois a delação permanece em sigilo no STF.

“Ele só ratificou o que disse em dezembro de 2016, todos os fatos que não foram mencionados é porque estão em sigilo e não podem ser mencionados. Ele [só] foi depor porque foi convocado pelo juiz”.

No depoimento, Permínio Pinto voltou a afirmar que foi cooptado pelo empresário Alan Malouf, já condenado na operação Rêmora. Segundo o ex-secretário, o dinheiro arrecadado era usado para cobrir dívidas de campanha. Sobre isto Alan Malouf já declarou que se tratava de dívida de caixa 2 da campanha de Pedro Taques a governador.

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO