Quarta-Feira, 19 de Fevereiro de 2020

Mato Grosso

Quarta-Feira, 05 de Fevereiro de 2020, 15h:27

GRAMPOLÂNDIA PANTANEIRA

Força-tarefa descobre que PF também interceptou celular de ex-amante de Paulo Taques

Segundo apurado na investigação, PF usou o mesmo modus operandi que a PM, a 'barriga de aluguel'

Jô Navarro

Caldeirão Político

Escutas telefônicas

A força-tarefa montada pela Polícia Civil para investigar o esquema da 'Grampolândia Pantaneira' em Mato Grosso descobriu que a Polícia Federal interceptou quatro vezes o celular de Tatiana Sangalli, ex-amante do advogado Paulo Taques, primo do ex-governador Pedro Taques e ex-chefe da Casa Civil. A informação foi noticiada nesta quarta-feira (05-02) em primeira mão pelo portal G1 Mato Grosso.

Até então, sabia-se que o celular de Tatiana fora interceptado pela Polícia Militar, por meio da chamada 'barriga de aluguel', que consiste em incluir um número de telefone em meio ao de outros suspeitos de crimes investigados pela polícia.

O número do telefone dela consta em uma lista de telefones interceptados por ordem judicial, identificado como HNI (homem não identificado). Segundo a força-tarefa, foi utilizado o mesmo modus operandi da grampolândia.

A força-tarefa pediu informações à Corregedoria da Polícia Federal do motivo das escutas. Três delas ocorreram em 2014 e uma em 2015. A Corregedoria ainda não se manifestou.

Grampolândia

O esquema de grampos clandestinos funcionou entre 2014 e 2015 e era operado pela Polícia Militar em Mato Grosso, segundo consta na investigação policial. O esquema foi denunciado à Procuradoria-Geral da República pelo promotor de Justiça Mauro Zaque, ex-secretário de Estado de Justiça.

Foram alvos dos grampos políticos, advogados, médicos, jornalistas e até membros do Judiciário. Os telefones foram incluídos em uma investigação sobre tráfico de drogas que teria o envolvimento de policiais militares. O grampo ocorreu, assim, na modalidade conhecida como 'barriga de aluguel'.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO