Quarta-Feira, 03 de Junho de 2020

Mato Grosso

Sexta-Feira, 27 de Março de 2020, 17h:33

COVID-19 EM MATO GROSSO

Em MT, casos suspeitos aumentam de 385 para 556 em um dia

Trinta pacientes com suspeita de infecção pelo novo coronavírus estão na UTI. Número de casos confirmados de Covid-19 em MT aumentou para 14 .

Jô Navarro

Reprodução

Nas últimas 24 horas  foram registradas mais 191 notificações de coronavírus em Mato Grosso, de 455 subiu para 646.

Já os casos suspeitos passaram de 385 para 556. De ontem para hoje são mais 171 casos suspeitos. Dentres os suspeitos, 30 estão hospitalizados, sendo que 18 em enfermaria e 12 na UTI (10 em Cuiabá, 1 em Sorriso e 1 em Tangará da Serra).

O número de casos confirmados de covid-19 em Mato Grosso permaneceu o mesmo, 11. Durante coletiva de imprensa virtual nesta tarde o secretário de Estado de Saúde Gilberto Figueiredo admitiu que o número de casos confirmados pode ser maior devido a demora para obter resultados dos testes. A faixa etária das 11 pessoas diagnosticadas com Covid-19 varia de 26 a 50 anos.

Casos confirmados em Rondonópolis

Segundo a Secom-MT, os laboratórios privados de Rondonópolis que emitiram resultado positivo para três casos de Covid-19 entregaram às 17h desta sexta-feira (27) a documentação que valida as análises desses locais para constatação do coronaviurs, conforme prevê a portaria 099/2020.

Diante disso, os três resultados positivos emitidos por estes laboratórios serão incluídos na lista de confirmados na próxima nota informativa, que será divulgada na segunda-feira (30.03). Portanto, o número de casos confirmados de Covid-19 em MT aumentou para 14 .

Veja abaixo o comparativo dos dados fornecidos pela SES-MT

 

Comparativo de dados em MT

 

Leia também: 

Secretário Gilberto Figueiredo sugere isolamento voluntário

Ficar em casa ou sair?

O secretário foi questionado sobre o que a população deve fazer ante a decisão do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, que manteve a restrição ao comércio, enquanto o Decreto 426 do Governo do Estado autorizou o funcionamento do comércio, inclusive shoppings.  "Primeiro devem ouvir ao seu instinto, seu poder de ação e ao seu poder de arbítrio. Se você pode ficar em casa, fique em casa, esse é o nosso apelo. Que nesse momento, mesmo sendo um sacrifício, fique em casa, evitem contato social, aglomerações ... temos que diminuir a proporção de pessoas circulando para evitar essa contaminação de forma maior", respondeu Gilberto Figueiredo.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO