Quarta-Feira, 26 de Setembro de 2018

Mato Grosso

Quinta-Feira, 12 de Julho de 2018, 15h:47

ELEIÇÕES 2018

Dia D da eleição se aproxima. Veja como estão as negociações

Cícero Henrique

Reprodução

Mauro Mendes, Pedro Taques e Wellington Fagundes

O Dia D das eleições se aproxima rapidamente. Depois de meses de negociações e especulações, os partidos têm pouco mais de três semanas agora para anunciar formalmente quem lançarão para cada cargo – e, mais importante, quem fará coligação com quem.

Como sempre acontece, a disputa pelos cargos do Executivo é o centro a partir de onde o resto se organiza. No Mato Grosso, há três candidaturas principais ao governo do estado. E é em torno desses nomes que se organizam as chapas para Senado, se decidem as vices e montam-se as chapas de deputados.

Veja como estão atualmente as negociações:

1- Pedro Taques

O atual governador é quem está com a montagem da chapa mais adiantado. O PSDB, seu partido, herdou boa parte da coligação que elegeu. Taques deve ter a seu lado PSDB, PSB, SD e  PPS, além de uma infinidade de partidos menores.

Seus dois candidatos ao Senado estão praticamente definidos: Nilson Leitão e Adilton Sachetti(Sema Arruda também é cogitada) já fazem campanha junto com Taques pelo interior. Só mesmo uma improvável ruptura levaria a uma mudança.

A principal dúvida na chapa é o(a) vice de Pedro Taques, que deve ser usado para atrair algum outro partido grande para a chapa – de preferência alguém que tenha votos em uma região diferente da capital. Pouco se especula ainda sobre nomes.

Tanto para deputado estadual quanto para federal, os partidos da coligação devem apresentar “chapões”. A expectativa é dominar cerca de 40% das vagas.

2- Wellington Fagundes

A candidatura de Wellington Fagundes atraiu vários partidos de médio porte. Além do PR, a que ele está filiado, participam outras legendas como MDB, PTB.

A vice de Fagundes anda disputada.

Para o Senado, um dos nomes pode ser Carlos Fávaro. O outro está em aberto.

3- Mauro Mendes

A candidatura do ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes ao governo de Mato Grosso pelo DEM, por enquanto conta com maior número de partidos, como PDT, PSD, PP pode fazer parte da coligação, além de partidos menores.

Para o Senado conta com Jayme Campos, e vem sendo negociado a participação de Carlos Fávaro na chapa.

A coligação de Mauro Mendes quer eleger o maior número de deputados federais e estaduais.

 

 

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO