Quarta-Feira, 11 de Dezembro de 2019

Mato Grosso

Terça-Feira, 12 de Novembro de 2019, 12h:55

JONAS PINHEIRO III

Desalojados em reintegração de posse vivem em situação de miserabilidade em Cuiabá

Mulher e três crianças abandonadas pelo poder público passaram a morar em área de risco depois de expulsos do residencial Jonas Pinheiro III

Jô Navarro

Arquivo pessoal

Com três filhos pequenos, Edlaine Garcia Gonçalves, 40 anos, desempregada há 3 anos, foi desalojada do residencial Jonas Pinheiro III no último dia 6, entrou em desespero. Sem teto, sem recursos, não foi assistida pela prefeitura com o aluguel social. Com três crianças para cuidar, E. com apenas 5 anos, cardiopata, portador de lúpus eritematoso sistêmico bolhoso, dependente de medicação, e duas meninas de 8 e 11 anos, ficou à mercê da sorte. Passou dois dias nas imediações do residencial desocupado, sem água e sem comida, até que duas amigas prestaram socorro. 'Fui muito humilhada pelo povo do assistente social. Falaram pra mim que isso não era com eles, que era uma ação jurídica".

Segundo Edlaine, duas amigas a socorreram. Ficou mais dois dias na casa de uma delas, quando soube de um terreno em uma área de risco onde já há pessoas residindo. Conseguiu alguns materiais e construiu um barraco improvisado na região do bairro Serra Dourada, onde está com as três crianças. Para sobreviver, conta com ajuda do ativista Mario Benevides e amigos, inclusive do advogado das famílias desalojadas, Daniel Ramalho.

A maior preocupação de Edlaine é com a saúde do filho caçula. Se ficar sem a medicação prescrita, Fosfato Sódico de Prednisolona, surgem bolhas por todo o corpo. O medicamento está em falta na rede pública de saúde em Cuiabá e ela não tem como comprar.

Arquivo pessoal

Lúpus eritematoso bolhoso

Sem a medicação, menino de 5 anos. sofre com o surgimento de bolhas por todo o corpo

 

Edlaine residiu no Jonas Pinheiro III durante 1 ano e 7 meses. As casas do residencial estavam com as obras paradas há 6 anos quando foram ocupadas por famílias carentes. Apesar da Lumen Construtora, responsável pelas obras, ter decretado falência, o pedido de reintegração de posse foi autorizado pela Justiça. A construtora deveria ter retomado as obras em 24 horas, mas até o último domingo não o fez.

Leia aqui: Ativista denuncia: Lumen ainda não retomou obras no Jonas Pinheiro III

 (Atualizada às 18h13)

Visita

Mario Benevides e o advogado Daniel Ramalho visitaram Edlaine nesta tarde e gravaram uma live mostrando a situação precária em que se encontra. Um mutirão está sendo organizado para construir uma casa, com doação de mão de obra e materiais. Uma médica leu esta reportagem e já providenciou uma visita domiciliar da equipe do PSF do bairro Serra Dourada para acompanhar a saúde da família. 

Para assistir a live e conhecer a história de Edlaine, CLIQUE AQUI

 

 

1 COMENTÁRIO:

#IMPUNIDADE CONTINUA NO BRASIL EM MT E NA NOSSA CAPITAL CUIABÁ# #AQUIE ESTA O RELATO DE NOSSOS GOVERNANTES , QUE TEM O PODER E O DINHEIRO FALA MAIS ALTO MESMO , AI ESTA MAIS UM FEITO DE NOSSO PREFEITO DO PALITÓO DESABRIGAR VARIAS FAMÍLIAS, JOGANDO AS NA RUA POR SIMPLES CAPRICHO POLITICO , NO ENTANTO AS CASAS HOJE CONTINUA LÁ EM ABANDONO EAS FAMILIAS JOGADAS NAS RUAS , NAS PONTES , NOS VIADUTOS , ESSE ÉO PREFEITO QUE VC QUER PARA TÉ REPRESENTAR , ABRA OS OLHOS POPULAÇÃO ESSE PREFEITO NÃO GOSTA DE POBRE NÃO ATÉ EM PRAÇA ELE DESCRIMINA A CLASSE MENOS FAVORECIDA , ESTA ALI A PRAÇA AO LADO DO SHOPPING PANTANAL QUE O MESMO COLOCOU GRANDE PARA O LADO DOS POBRES E DOS RICOS DEIXOU ABERTO , FORA PALITÓOO QUEREMOS JUSTIÇA E EU NÃO IREI DESCANSAR ENQUANTO NÃO CONSEGUIR ISSO PARA MEU POVO SOU MARIO BENEVIDES E VC PODE ME CHAMAR DE AMIGO... #MARIO BENEVIDES# #MINHA MAIOR BANDEIRA É A MORADIA#
enviado por: MARIO BENEVIDES em 12/11/2019 às 19:59:23
0
 
0
responder

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO