Sexta-Feira, 14 de Agosto de 2020

Mato Grosso

Quarta-Feira, 22 de Abril de 2020, 11h:33

PREVENÇÃO AO NOVO CORONAVÍRUS

Decretos que flexibilizaram medidas são suspensos em Diamantino

CLÊNIA GORETH

Reprodução

Diamantino

A Justiça acolheu pedido liminar efetuado pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso e suspendeu em Diamantino, município distante 184 Km de Cuiabá, dois decretos que garantiam o funcionamento de atividades não essenciais. Na decisão, o magistrado André Luciano Gosta Gahyva também determinou ao Município que reforce a atuação diária da Vigilância Sanitária durante o estado de calamidade, sob pena de pagamento de multa diária no valor de R$ 5 mil.

Conforme consta na ação proposta pela Promotoria de Justiça de Diamantino, os decretos 60 e 67/2020, suspensos por determinação judicial, haviam restabelecido o funcionamento do comércio local e o atendimento ao público em todas as secretarias e departamentos da Administração Pública Municipal.

Conforme o MPMT, as referidas normas liberaram mais do que o decreto estadual permitiu. “Analisando os decretos municipais questionados, não se verifica nenhuma motivação técnica plausível que desse azo à liberação do comércio em geral, fato este mais do que suficiente a motivar a suspensão dos decretos impugnados”, destacou o juiz, em um trecho da decisão.

“Embora o Município de Diamantino não conste ainda como de transmissão comunitária, a presente medida tem caráter preventivo, até porque esta municipalidade, conforme consta das alegações contidas na peça exordial, não está com a transmissão local do vírus controlada e com capacidade no sistema de saúde para detectar, testar, isolar e tratar os infectados”, acrescentou o magistrado.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO