Segunda-Feira, 11 de Dezembro de 2017

Começa em MT período do vazio sanitário do algodão | Caldeirão Político

Mato Grosso

Domingo, 01 de Outubro de 2017, 07h:32

CONTROLE SANITÁRIO

Começa em MT período do vazio sanitário do algodão

Redação

Reprodução

O bicudo do algodoeiro ataca as maçãs do algodão.

 Começa hoje, 1, o período de vazio sanitário do algodão. A medida visa o controle do bicudo-do-algodoeiro (Anthonomus grandisBohemam). A fiscalização está a cargo do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea/MT).

Para tanto, o Estado foi dividido em duas grandes regiões: a Sul que segue até o Vale do Araguaia e a outra que congrega as regiões Norte e Oeste. O período do vazio sanitário acontece de 01.10 a 30.11 e 15.10 a 14.12, respectivamente.

Em 2017, a área cadastrada para plantio de algodão junto ao Indea foi de 617.138 hectares, distribuídos em 455 propriedades. A expectativa do órgão vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec) é de que todas as propriedades sejam fiscalizadas pelo menos duas vezes durante o vazio sanitário.

“É muito importante que os produtores façam a destruição através de métodos com eficiência comprovada, além de estarem atentos, principalmente, após o início das chuvas, pois as plantas de algodoeiro, devido ao seu ciclo perene, podem rapidamente passar de uma situação sem risco para uma situação com risco fitossanitário”, alerta o coordenador de Defesa Sanitária Vegetal do Indea, Thiago Tunes.

Durante o período do “vazio sanitário”, serão fiscalizadas a presença de plantas com “risco fitossanitário”, que são plantas do algodoeiro tigueras acima do estádio V3 e plantas rebrotadas (soqueiras) com mais de quatro folhas por broto ou presença de estruturas reprodutivas (botão floral, flores, maçãs e capulhos).

A penalidade para quem descumprir o vazio sanitário é de 30 Unidade Padrão Fiscal (UPF), acrescido de duas UPF por hectare. Exemplo, em uma área de 100 hectares com plantas com risco fitossanitário a penalidade seria de 230 UPF/MT ((30 + (100x2)), além da não emissão do Atestado.

Capacitação técnica

O Indea realizou um treinamento para 47 servidores, entre fiscais, engenheiros agrônomos e florestais que atuarão diretamente na Fiscalização do Vazio Sanitário. A ação foi promovida em parceria com a Associação Mato-grossense do Algodão (Ampa) e com o Instituto Mato-grossense do Algodão (Ima).

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO