Quarta-Feira, 26 de Setembro de 2018

Mato Grosso

Sábado, 04 de Março de 2017, 14h:55

BR 163

A solução de transportes de MT passa pela ferrovia

Redação

Não é de hoje que os motoristas e produtores enfrentam problemas graves diante dos atoleiros na BR-163, com isso ser perde tempo, dinheiro e muitas vezes toda safra do estado que fica inviabilizado seu escoamento.

Diante do grave problema, agora o governo federal deverá anunciar, na próxima terça-feira, a data em que será leiloada a concessão da Ferrogrão, uma ferrovia de 1.142 km que correrá paralela à BR-163, no trecho entre Sinop, na região produtora de grãos do Mato Grosso, e o porto fluvial de Miritituba (PA). É nesse percurso, crítico para a exportação de soja e milho, que caminhões estão parados há mais de uma semana por falta de condições de tráfego na pista, que não é asfaltada.

A ferrovia está na carteira do Programa de Parcerias de Investimento (PPI), mas é uma iniciativa das próprias tradings. Elas elaboraram o projeto e o apresentaram ao governo em 2014, informando estarem dispostas a investir em sua construção. São sócias nesse projeto: Amaggi, ADM, Bunge, Cargill, Dreyfus e a EDLP. A estimativa é que a linha custará R$ 12,6 bilhões.

A história de enrolação que cercam a solução prometida pelos governos são iguais as imensas crateras que formam no percurso da BR-163.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO