Sexta-Feira, 29 de Maio de 2020

Malagueta

Domingo, 29 de Março de 2020, 10h:31

VIVER PARA TRABALHAR

QUEM GANHOU E QUEM PERDEU POLITICAMENTE COM O CORONAVÍRUS EM MT

Cícero Henrique

Reprodução

O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, do DEM, é um político liberal — talvez um adepto do liberalismo social, portanto não é populista. Mesmo quando aconselhado a agir de uma maneira pela qual pode conquistar apoio, age de acordo com sua consciência de empresário, cidadão e político. No caso do novo coronavírus, quando o presidente da República, Jair Bolsonaro, sugeriu que as pessoas saíssem de casa — para não perder empregos —, Mauro Mendes optou pela via civilizatória, recomendando que os mato-grossense continuassem em casa. Ganhou o aplauso. Mas depois mudou de idéia. 

O prefeito de Cuiabá(MDB) Emanuel Pinheiro, adota as medidas necessárias, seguindo as orientações de cientistas e do Ministério da Saúde, que defendem a restrição de circulação de pessoas por meio do fechamento do comércio não essencial, escolas, eventos, reuniões e festas a fim de evitar a contaminação. Decidiu optar pela vida. Ganhou pontos. Porque não pensou só na economia. Seguindo o que disse um consultor para o site — “é preciso viver para trabalhar” (mortos não trabalham) —, também ganhou pontos. Pensou mais na vida do que num possível ganho político posterior (que é a aposta de Bolsonaro).

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO