Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Malagueta

Quinta-Feira, 10 de Novembro de 2016, 11h:46

MUDANÇA EM ACORDOS DE LENIÊNCIA

ACINTE ÀS INVESTIGAÇÕES

Redação

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) foi à tribuna do Plenário nesta quinta-feira (10) para criticar a tentativa de deputados governistas de votar com urgência na Câmara o Projeto de Lei (PL) 3636/2015, que altera regras para elaboração de acordos de leniência.

O senador lembrou que a proposta exclui a participação do Ministério Público nas negociações e disse anda que atingirá em cheio a operação Lava Jato.

— O que se tentou ontem na Câmara foi um escárnio, um acinte às investigações do Ministério Público Federal para combater o maior esquema de corrupção do país. A modificação da lei só tem um objetivo: impedir que as investigações avancem.  O que está previsto é a completa exclusão do MP. O acordo vai deixar de ser de leniência para ser de anistia a crimes — reclamou.

Para o parlamentar, é fundamental que a sociedade fique vigilante. Na opinião dele, a urgência para o projeto só não foi aprovada pela pressão que veio principalmente das redes sociais.

— Reitero aqui meu total apoio à Lava Jato e deixo claro que, no Senado, não admitiremos qualquer uma dessas matérias que busque saída para os sistemas político e empresarial comprometidos pelas investigações — afirmou.

Randolfe Rodrigues aproveitou para ler uma nota da força tarefa da Lava Jato em Coritiba repudiando o projeto de lei e alertando para prejuízos irreparáveis ao interesse público caso o texto seja aprovado. (Fonte: Agência Senado)

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO