Quinta-Feira, 23 de Janeiro de 2020

Malagueta

Sábado, 07 de Dezembro de 2019, 07h:29

SUPOSTA COMPRA DE VOTOS PARA CASSAR ABÍLIO

A PERÍCIA PODE DESVENDAR AUTENTICIDADE OU FALSIDADE DOS VÍDEOS

Cícero Henrique

Reprodução

Perito

Apesar do 'vídeo do paletó' onde aparece o atual prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro recebendo propina quando era deputado estadual, já se passaram dois anos, nada foi feito por enquanto. Para qualquer cidadão que paga seus impostos, enfrenta as dificuldade dia a dia, o vídeo divulgado nacionalmente e até internacionamente pelas TVs e redes sociais não deixa dúvida nenhuma que o alcaide realmente pegou dinheiro público, em outras palavras propina mesmo.

No Brasil os Tribunais são engraçados, para não dizer ridiculos e mal intencionados com a população mais carente. Se um cidadão entra num mercado e rouba carne para comer, cai no cacetete e vai para cadeia. Temos outros exemplos de milhares, como o jovem que ficou preso cinco meses inocentemente, outro que ficou dois anos e sete meses preso inocentemente, sem que sequer a pericia na faca foi realizada, nem no local do crime.

Resumindo, quem fica preso é pobre que não pode pagar advogado, não pode entrar com diversos recursos, etc.

No caso dos videos apresentados pelo vereador Juca do Guaraná, para tentar desacreditar o vereador Abílio Júnior(PSC), só existe uma maneira de apurar a verdade,  é a perícia técnica. 

Muito utilizada na solução de conflitos dos mais diversos tipos, a perícia é um recurso legal e indispensável para corroborar com a decisão de um Juiz, sobretudo quando esta decisão depende de uma análise mais técnica, feita por um profissional especializado, para desvendar algo que não está evidenciado facilmente.

O perito de edição que é o caso nessa situação deve ser um profissional totalmente imparcial e altamente capacitado para atender cada caso, o que garante total segurança e imparcialidade ao processo em discussão, e deve conduzir seu trabalho de forma conclusiva por meio de provas.

Aqui vai uma observação, A pericia da Polícia Federal confirmou a falsificação da ata por  Paulo Taques e José Medeiros, que usurpou quatro anos de mandato do verdadeiro suplente Paulo Fiuza.

http://caldeiraopolitico.com.br/mato-grosso/og-fernandes-confirma-decisao-do-tre-que-cassou-mandato-de-jose-medeiros/55520

Tem um ditado: quem não deve não teme.

 

 

 

 

 

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO