Terça-Feira, 25 de Fevereiro de 2020

Legislativo

Sexta-Feira, 14 de Fevereiro de 2020, 10h:18

CPI DO PALETÓ

Sargento Joelson quer que as reuniões da CPI do Paletó sejam secretas

Jô Navarro

Reprodução

Vereador Sargento Joelson

A primeira reunião da CPI do Paletó na Câmara Municipal de Cuiabá foi realizada esta manhã. Transmitida pelo presidente da comissão, vereador Marcelo Bussiki, em sua página no Facebook, a reunião já dá sinais da estratégia dos apoiadores do prefeito Emanuel Pinheiro, vereadores Toninho de Souza e Sargento Joelson. 

O vereador Sargento Joelson protocolou requerimento para que as reuniões da CPI sejam secretas. Ele alegou preocupação com a Lei de Abuso de Autoridade.

Toninho de Souza, relator da CPI, apresentou requerimento pedindo o compartilhamento de todos os documentos relacionados à CPI dopaletó pelo MPF, MPMT, Justiça Federal e Polícia Federal. Ele pede a revlaidação de todos os documentos. "Sem isso não há como prosseguir", disse Toninho de Souza.

Um segundo requerimento de Toninho de Souza pede a suspensão dos trabalhos da CPI até que sejam recebidos os documentos solicitados.

Os requerimentos só serão votados e uma próxima reunião, por decisão do presidente, vereador Marcelo Bussiki.

 

Aberta em novembro de 2017, a CPI do Paletó foi suspensa pela primeira vez em março de 2018, depois que o vereador Diego Guimaraes ingressou com um mandado de segurança, alegando irregularidades na escolha dos vereadores Adevair Cabral (PSDB) e Mário Nadaf (PV). Ambos são da base do prefeito e não assinaram o requerimento de criação da CPI antes de ser protocolado na Câmara.

Somente em setembro de 2019 a Justiça, decisão do juiz Wladys Roberto Freire do Amaral, da 4ª Vara Especializada da Fazenda Pública de Cuiabá determinou a substituição dos dois vereadores. A Câmara recorreu da decisão e o juiz mandou cumprir a decisão. 

Em novo recurso da Câmara Municipal, coube à desembargadora do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ), Helena Maria Bezerra Ramos, decidir pela retomada da CPI.

Assista AQUI

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO