Quarta-Feira, 18 de Julho de 2018

Legislativo

Terça-Feira, 30 de Maio de 2017, 10h:53

DE OLHO NAS URNAS

Saúde em MT: Deputados da base estão na corda bamba

Cícero Henrique

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso vive um impasse. O presidente Eduardo Botelho, juntamente com seus pares da base aliada, acordaram com o governador Pedro Taques apoiar a proposta de uso de dinheiro do Fethab para quitar a dívida com a Saúde. Isso foi noticiado pela próprio Botelho, que já dizia ter os votos favoráveis à proposta.

Mas - existe sempre um mas - os prefeitos se reuniram e repudiaram a proposta, alegando que o governador pretende pagar a dívida do estado com os municípios com dinheiro do próprio município. Os gestores pressionaram os deputados.

Foi então que Eduardo Botelho teve que repensar a estratégia e agora fala em acordo conjunto e aposta num consenso entre prefeitos e governo nesta terça-feira, 30, com presença do governador Pedro Taques.

O fato é que os deputados precisam muito da ajuda dos prefeitos em suas campanhas. Os parlamentares em breve estarão percorrendo os municípios em busca de votos. Se não defenderem os municípios, podem ser rejeitados nas urnas. Em tempos de recursos minguados para campanha, com a proibição de doações de empresas, além da fiscalização rigorosa de caixa 2, os deputados sabem que o papel dos prefeitos e vereadores será decisivo em 2018. Por isso se equilibram nesta corda bamba. Se apoiarem a proposta de Pedro Taques, perderão apoio dos prefeitos. Se defenderem os interesses dos municípios, se colocarão contra o governador.

O debate promete ser acalorado e muito, mas muito delicado para os deputados da base do governo. Enquanto isso a oposição busca conquistar a simpatia dos prefeitos e propuseram que a Casa devolva R$ 80 milhões para o Estado para ajudar a pagar a dívida com a Saúde nos municípios, que já chega a R$ 160 milhões.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO