Segunda-Feira, 03 de Agosto de 2020

Nacional
Quinta-Feira, 30 de Julho de 2020, 07h:27

MPF

José Serra e filha Verônica viram réus por lavagem de dinheiro

Redação

Reprodução

A Justiça Federal de São Paulo aceitou nesta quarta-feira (29) a denúncia realizada pelo Ministério Público Federal (MPF) contra o senador e ex-governador de São Paulo José Serra (PSDB) e a filha dele, Verônica Allende Serra, por lavagem de dinheiro.

Os dois se tornaram réus no processo que investiga valores que teriam sido pagos pela construtora Odebrecht, em contrapartida a benefícios nos contratos envolvendo o Rodoanel Sul.

Segundo a denúncia realizada pela força-tarefa da Lava Jato em São Paulo, os valores foram pagos no exterior, com intermediação de José Amaro Ramos, e chegaram a contas de Verônica Serra onde foram mantidos ao menos até 2014. Aforça-tarefa denunciou Serra e a filha Verônica  por lavagem de dinheiro. A Polícia Federal fez no início deste mês buscas na casa em nome do tucano, em Alto de Pinheiros, Zona Oeste da capital paulista.

De acordo com os investigadores, os agentes foram recebidos apenas pela ex-mulher de Serra, Mônica. Na casa foram apreendidos pen-drives, HDs e computadores.

Em nota, Serra criticou a operação e disse que as buscas e apreensões realizadas em sua residência foram “medidas invasivas e agressivas”.

Também em nota, a assessoria de Serra disse que a operação “causa estranheza e indignação”. “Serra reforça a licitude dos seus atos e a integridade que sempre permeou sua vida pública. Ele mantém sua confiança na Justiça brasileira, esperando que os fatos sejam esclarecidos e as arbitrariedades cometidas devidamente apuradas”.

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO