Quarta-Feira, 18 de Julho de 2018

Nacional
Segunda-Feira, 08 de Janeiro de 2018, 08h:43

OS CARAS DE PAU

Fundo para bancar campanhas de candidatos consome R$ 472 milhões da saúde e educação

Jô Navarro

Reprodução

Fundo Partidário

O bilionário fundo aprovado por deputados e senadores para financiar suas campanhas eleitorais tirou R$ 472,3 milhões da educação e R$ 350,5 da saúde. Os parlamentares tinham prometido não usar dinheiro destas áreas. Mais uma vez o que se diz no Plenário não é o que se faz.

Segundo noticia hoje o jornal O Estado de São Paulo, o valor corresponde à transferência de dinheiro das emendas de bancadas. O dinheiro será distribuído aos partidos de acordo com o tamanho de suas bancadas no Senado e na Câmara.

O valor total do fundo é de R$ 1,75 bilhão, sendo que R$ 1,3 bilhão sairá de emendas de bancada, cujo pagamento é obrigatório pelo governo, e R$ 450 milhões de isenção fiscal que seria concedida a rádios e TVs para veicular programas partidários.

No STF tramita uma ação que contesta a criação do fundo, relatada pela ministra Rosa Weber, que decidiu levar o caso ao plenário do Supremo. Ainda não há data para o julgamento.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO