Segunda-Feira, 23 de Outubro de 2017

CPI da JBS quer limitar poderes do Ministério Público | Caldeirão Político
Nacional
Sábado, 07 de Outubro de 2017, 10h:11

MUDANÇAS

CPI da JBS quer limitar poderes do Ministério Público

Redação

Agência Brasil

O presidente do colegiado, senador Ataídes Oliveira

Com um mês de funcionamento e seis reuniões, a comissão parlamentar mista criada para investigar beneficios do BNDES à JBS voltou suas atenções para fora da empresa: um grupo de deputados e senadores quer rever critérios sobre delações premiadas e restabelecer limites de atuação da Procuradoria-Geral da República.

O presidente da CPI, senador Ataídes de Oliveira (PSDB-TO), anunciou até um subrelator da comissão para propor mudanças nas colaborações e investigar vazamentos em investigações — tarefa entregue ao deputado federal Wadih Damous (PT-RJ).

Mais o clima entre os integrantes da CPI não anda nada bom, chegando o senador 

 o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) se insurgiu. Nesta quarta, ele deixou a sessão ameaçando abandonar a CPI por considerar que a finalidade da CPMI é criar projetos de lei para rever a delação, constranger a PGR, proteger o presidente Michel Temer (PMDB) e parlamentares acusados e acabar com a “lava jato”.

“Não quero participar dessa farra. A CPMI formou uma coalização de investigados para constranger investigadores”, afirmou.

Nos corredores do Congresso, o movimento da comissão tem sido visto como tentativa de ressuscitar o espírito da PEC 37, derrotada em 2013, para que o MPF volte a atuar mais como órgão acusador e menos no comando de investigações.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!