Sexta-Feira, 14 de Dezembro de 2018

Nacional
Sexta-Feira, 30 de Novembro de 2018, 07h:22

CONGRESSO NACIONAL

Além do auxílio-mudança

Redação

Reprodução

Congresso Nacional

Além do auxílio-mudança, deputados também têm direito a verba para contratação de pessoal (de R$ R$ 106.866,59 por mês), auxílio-moradia (de R$ R$ 4.253 por mês) e cota parlamentar (que varia de R$ 30,7 mil a R$ 45,612,00, dependendo do Estado de origem do parlamentar)”.
Quer mais? Tem mais.

Os deputados e seus familiares têm atendimento no Departamento Médico da Câmara (Demed) e podem pedir reembolso para despesas médico-hospitalares realizadas fora do Demed.  Além disso, se quiser, o parlamentar poderá aderir ao plano de saúde dos funcionários da Câmara, pagando R$ 420 por mês, com direito a rede conveniada nacional e a filhos e cônjuge como dependentes. Também é paga a participação de 25% sobre o valor da despesa médica realizada.

Cota gráfica: o parlamentar pode solicitar a confecção de material de papelaria oficial (cartões, pastas, papel timbrado e envelopes) e a impressão de documentos e publicações.

Aposentadoria: a lei do Plano de Seguridade Social dos Congressistas (PSSC – Lei 9.506/97) prevê aposentadoria com proventos proporcionais ao tempo de mandato. Nesse caso, os proventos serão calculados à razão de 1/35 (um trinta e cinco avos) por ano de mandato. No entanto, é obrigatório preencher os requisitos de 35 anos de contribuição e 60 anos de idade.

O salário de cada um é R$ 33.763.

Quer mais? Pode ter mais. Mas depende de cada autoridade e de como a Justiça divulga as atuações.

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!