Terça-Feira, 29 de Setembro de 2020

Mato Grosso
Sábado, 05 de Setembro de 2020, 08h:02

CORRUPÇÃO NA PREFEITURA DE CUIABÁ

"Vereador que defende, ou é cúmplice, ou é pau mandado"

Jô Navarro

Reprodução/Câmara de Cuiabá

Vereadores que apoiam o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro perderam a linha durante sessão virtual da Câmara Municipal na última quinta-feira (03-09).

A confusão começou quando o vereador Abilio Junior (Podemos) comentou sobre Operação Overlap, que afastou o procurador-geral da Prefeitura de Cuiabá, Marcus Brito. “A regra é clara! Três na mira da polícia, já pode pedir música”, ironizou Abilio, relembrando a prisão do ex-secretário de Saúde, Huark Correa, em abril de 2019, suspeito de fraudes em licitação; organização criminosa; corrupção ativa e passiva, e Alex Passos, afastado do cargo na primeira fase da Operação Overlap. 

“Isso é para se envergonhar. Corrupção na saúde, corrupção na educação e corrupção em diversas outras áreas desse governo. Eu não consigo entender, um lugar que existem grandes exemplos de corrupção, existem grandes paus-mandados defendendo o prefeito que aí está”, manifestou Abilio.

O vereador também falou sobre a suposta manobra feita pelos vereadores da base do prefeito para arquivar a “CPI do Paletó”, que investiga o chefe do Executivo Municipal, flagrado colocando maços de dinheiro no bolso, quando ainda era deputado estadual.

“Vereadores tentaram cassar o prefeito. Vereadores paus-mandados defenderam o prefeito. O presidente da Câmara (Misael Galvão) mandou aviso da cassação às 5h da manhã no WhatsApp e fez uma manobra lá pra (sic) tentar proteger o prefeito que ele (Misael Galvão) sempre protege aqui na sessão”, disse Abilio.

O vereador Abilio ainda enfatizou sobre a atuação da oposição junto à Câmara de Cuiabá nas ações de fiscalizações do Poder Executivo. “Não é ódio. É amor. Ódio é o que vocês fazem, defendendo este prefeito, defendendo a corrupção. Nós defendemos o amor. O amor pelas pessoas que precisam de saúde. O amor pelas pessoas que precisam de educação. O amor por aquelas pessoas que precisam de lisura da administração pública. O amor pelas pessoas que precisam de vereadores melhores. O amor. É isso que defendemos”, disse em resposta a vereadores da base do prefeito, que sugeriram que a oposição atua com ódio diante da gestão municipal.

Durante o pronunciamento, o vereador Renivaldo Nascimento (PSDB) o interrompia, chegando a mencionar a morte da sogra de Abilio Junior. Foi então que o vereador Dilemário Alencar (Podemos) pediu questão de ordem: "Questão de ordem, presidente", "os vereadores do paletó estão desesperados".

- Você tem moral pra falar, Dilemário?, provocou Nascimento.

- Eu tenho moral sim, quem não tem é você, rapaz. Você que não tem moral!", retrucou Dilemário.

- Você é um merda Dilemário", respondeu Nascimento.

- Você que é um merda, rapaz! Seu baba ovo!, retrucou Dilemário.

Neste ponto a sessão foi interrompida pelo presidente Misael Galvão.

Assista a íntegra da sessão da Câmara Municipal de Cuiabá de 03/09/2020

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO