Sábado, 19 de Outubro de 2019

Mato Grosso
Quarta-Feira, 09 de Outubro de 2019, 16h:47

PROPINODUTO NA ASSEMBLEIA

Riva nega autoria e diz que não protocolou documento no MPE

Redação

Reprodução

José Riva condenado

Foi noticiado ontém(8) e hoje(9), uma possível delação tsunami do ex-deputado estadual José Riva, que iria atingir os políticos, judiciário, empresários e imprensa. 

O ex-deputado José Riva afirma que as noticias veiculadas com possíveis documentos são apócrifos e que Os referidos documentos jamais foram protocolizados junto ao Ministério Público do Estado de Mato Grosso”, disse na nota.

Riva citou que tem colaborado já há algum tempo com as investigações promovidas pelo Ministério Público Estadual (MPE), porém disse não ter firmado acordo de delação premiada com o órgão. 

"[Riva] tem plena convicção que os sobreditos documentos não foram fornecidos pelo MPE/MT, até porque o ex-deputado, como já dito, jamais os assinou. Ele está adotando as medidas jurídicas necessárias para identificar os autores e responsabilizá-los pela distribuição dos malsinados documentos", diz a nota. 

Veja a nota na íntegra:

"O ex-Deputado Estadual José Geraldo Riva, tendo em vista as matérias recentemente publicadas na mídia, envolvendo o seu nome em suposta Delação Premiada, celebrada com o Ministério Público do Estado de Mato Grosso, vem esclarecer que:

1) Os documentos apócrifos que têm circulado perante os meios de comunicação, intitulado como sendo “proposta de colaboração premiada” jamais foram subscritos pelo ex-Deputado;

2) Os referidos documentos jamais foram protocolizados junto ao Ministério Público do Estado de Mato Grosso;

3) Tem colaborado já há algum tempo com as investigações promovidas pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso, porém não firmou, até a presente data, nenhum acordo de delação premiada com o MP/MT;

3) Tem plena convicção que os sobreditos documentos não foram fornecidos pelo MP/MT, até porque o ex-Deputado, como já dito, jamais os assinou;

4) Está adotando as medidas jurídicas necessárias para identificar os autores e responsabilizá-los pela distribuição dos malsinados documentos.

Cuiabá/MT, 09 de outubro de 2019"

Ex-Deputado José Geraldo Riva

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO