Terça-Feira, 23 de Outubro de 2018

Mato Grosso
Terça-Feira, 26 de Dezembro de 2017, 09h:25

FIASCO

Retrospectiva 2017: Eduardo Botelho iniciou ano como grande promessa, mas se rendeu a Taques e decepcionou

Cícero Henrique

Reprodução

Deputado estadual Eduardo Botelho

Se tem um político em Mato Grosso que começou o ano em alta e terminou em baixa, esse é Eduardo Botelho. O deputado venceu e, de presente, ganhou a presidência da Assembleia Legislativa de Mato Grosso. Eduardo Botelho prometia ser a grande revelação de 2017.

Engano! Sua atuação como presidente da Casa foi desastrosa. Numa tentativa de virar o homem de forte no Legislativo acabou se agachando ao governador. 

O que piorou tudo foi a também desastrosa gestão de Pedro Taques no governo. Nada deu certo e, de tabela, Eduardo Botelho ficou com o desgaste. Como já falamos muito de política e articulação, não custa nada dar uma mudada na análise. Aqui é uma observação mais criteriosa e quase que uma dica para Eduardo Botelho.

Maneirar na arrogância. Muitas vezes o presidente passa a impressão de ditador mandão. Trata os servidores sempre com a cara amarrada. Para quem atua no Legislativo, o bom trato é sempre importante.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO