Segunda-Feira, 19 de Fevereiro de 2018

Mato Grosso
Terça-Feira, 30 de Janeiro de 2018, 08h:50

CAIXA Preta

Quanto se gasta em CPI?

Cícero Henrique

Reprodução

CPIs no legislativo que não deram em nada

O ditado popular de que as CPIs sempre acabam em pizza já caiu no gosto dos brasileiros. Numa comparação feliz, podemos dizer que as comissões parlamentares de inquérito representam uma das pizzas mais caras do orçamento financeiro dos legislativos. 

Um exemplo são as CPIs instaladas pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso que não deram em nada. Pelo contrário, foram motivos de escândalos como a CPI da Copa do Mundo, onde os deputados Oscar Bezerra e Wagner Ramos foram citados pelo ex-governador Silval Barbosa de terem cobrado propina para não indiciá-lo na Comissão.

Na maioria das vezes as CPIs servem de moeda de troca, em outras palanque de campanha.

Enquanto em outras Assembleias Legislativas, como a de Goiás e de Mato Grosso do Sul, há transparência nos gastos das CPIs, em Mato Grosso isso é uma verdadeira caixa-preta.

Em alguns estados as Assembleias Legislativas gastam verdadeiras fortunas com instalação de CPIs, como é o caso do Legislativo de Mato Grosso.

A CPI é muito importante quando sua finalidade é realmente honesta e sincera, ou seja, de fiscalizar e chegar a uma conclusão correta, e não de fazer barganha, como parece o caso da CPI das Pedaladas, que a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Mato Grosso acaba de criar.

Só para lembrar o legislstivo de Mato Grosso é o mais caro e o menos eficiente do país.

Na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul a previsão é que a realização de uma CPI tem despesas orçadas em R$ 30 mil mensais, terá gastos com advogado processualista e possíveis horas extras de deputados estaduais. "Teve CPI nessa Casa que durou até meia-noite. Se isso acontecer, parlamentares terão direito a hora extra", disse o presidente da comissão que apura possíveis irregularidades do Governo do Estado, Paulo Corrêa (PR).

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO