Quarta-Feira, 15 de Agosto de 2018

Mato Grosso
Quinta-Feira, 25 de Janeiro de 2018, 09h:25

CONDENAÇÃO DE LULA

PT mato-grossense segue estratégia nacional e acusa Justiça de golpe

Cícero Henrique

Reprodução

Deputado Ságuas Moraes em defesa de Lula

O poder Judiciário se uniu para impedir Lula de ser candidato. Este é o discurso que o diretório nacional do PT adotou desde o fim do julgamento do ex-presidente no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, na noite de quarta-feira, e que está sendo amplificado pelo PT em Mato Grosso.

O deputado federal Ságuas Moares, afirmou que a Justiça não foi “imparcial”. O deputado, disse que o partido continuará “em defesa de um projeto alternativo e contra o golpe”.

O parlamentar enxerga abismo entre a decisão do TRF-4 e a vontade popular: “Estamos em confronto entre o povo, que diz que Lula tem que ser candidato, e a Justiça, que diz que não”. Por fim, afirma que “a tentativa deles é confundir e o desejo deles é que o Lula perca apoiadores, mas está acontecendo o contrário”.

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO