Quarta-Feira, 22 de Novembro de 2017

Mato Grosso
Terça-Feira, 24 de Outubro de 2017, 19h:55

FABRIS VAI SAIR

Por unanimidade, deputados livram Fabris da prisão

Votação ocorreu apesar da decisão do TRF1, que não permitiu que a ALMT votasse a soltura de Gilmar Fabris.

Jô Navarro

Reprodução/Redes Sociais

Deputado Gilmar Fabris (PSD) ofendeu servidores durante campanha pelo RGA.

Por unanimidade os deputados mato-grossenses livraram da prisão o colega Gilmar Fabris (PSD). a princípio a votação seria na quarta-feira, mas a mesa colocou em votação o parecer da comissão de Ética, elaborado pelo deputado Saturnino Masson (PSDB).

“Por todo o exposto, após apreciar o processo, defiro pela revogação da prisão, das medidas cautelares, do afastamento das funções”, disse Masson, depois de argumentar que a votação está respaldada na Constituição Federal e Estadual. 

Os parlamentares foram contra a decisão do TRF1, que negou à Assembleia Legislativa de Mato Grosso a prerrogativa de votar a soltura do deputado estadual Gilmar Fabris (PSD), preso preventivamente desde 15 de setembro.  A decisão coube ao desembargador Ney Bello do Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região, na terça-feira (17). 

Além da revogação da prisão, o parecer da Comissão de Ética incluiu a revogação do afastamento do deputado.

Leia também:

Deputado quer que ALMT desrespeite decisão da Justiça Federal

ALMT contrata parente de Fabris com passado criminoso

ALMT, TCE, ministro e prefeito de Cuiabá são alvos da PF nesta quinta-feira

Estavam ausentes à votação os deputadosAdalto de Freitas (SDD), Meraldo Sá (PSD), Baiano Filho (PSDB), Sebastião Rezende (PSC) e Valdir Barranco (PT).

Fabris não será solto de imediato.  A Procuradoria do Legislativo vai encaminhar a cópia da decisão ao STF e ao TRF da 1ª Região. Somente após aval desses órgãos, poderá ser emitido alavará de soltura para o parlamentar.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO