Segunda-Feira, 20 de Novembro de 2017

Mato Grosso
Domingo, 27 de Agosto de 2017, 08h:22

ELEIÇÕES

Por que os partidos estão tirando a letra “p” de seus nomes?

Redação

Reprodução

Partido MDB

Tendência mundial: PMDB, PP, PTN, PEN, PTdoB e PSDC já trocaram ou devem trocar de nome em breve

Em eleições que prometem um clima quente, a famosa sopa de letrinhas da política brasileira está perdendo espaço no cardápio de 2018. Aos poucos, partidos estão mudando seus nomes em uma tentativa de repaginação. No ano que vem, o eleitor deve se deparar, em menor frequência, com a palavra “partido”.

De acordo com o presidente nacional do Partido do Movimen­to Democrático Brasileiro (PMDB), o senador Romero Jucá, de Roraima, a sigla pode voltar a se chamar MDB, relembrando os tempos de oposição à ditadura – ainda que não consiga ressuscitar nomes como Ulysses Guimarães e Tancredo Neves.

Santana Pires, presidente do Partido Ecológico Nacional (PEN), que deve passar a ser chamado de Patriota, acredita que a retirada da palavra “partido” em massa é apenas uma coincidência. Segundo ele, o PEN será Patriota por exigência do deputado federal Jair Bolsonaro, do Rio de Janeiro. Com o polêmico parlamentar, de 25 a 30 deputados federais devem se filiar ao Patriota, dentre os quais Santana diz haver goianos, sem revelar nomes.

A busca pelo distanciamento da velha política não é uma característica exclusiva brasileira. Há, pelo mundo, demonstrações desta tendência.

 

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO