Segunda-Feira, 03 de Agosto de 2020

Mato Grosso
Sexta-Feira, 17 de Julho de 2020, 17h:41

DIAP

Parlamentares do baixo clero não aparecem na lista dos mais influentes do Congresso

Cícero Henrique

Reprodução

Bancada de deputados federais por Mato Grosso

Nenhum dos oitos deputados federais e dois senadore de Mato Grosso aparece na lista dos “Cabeças” do Congresso Nacional 2020 elaborada pelo Departamento Intersindical de Assessoria Sindical (DIAP).

Jayme Campos(DEM), Carlos Fávaro(PSD), Carlos Bezerra(MDB), Neri Geller(PP), Dr. Leonardo(Solidariedade),José Medeiros(Podemos), Emanuelzinho Pinheiro(PTB), Juarez Costa(MDB), Nelson Barbudo(PSL) e Professora Rosa Neide(PT) não ganharam destaque neste primeiro ano e meio de mandato e seguem no baixo clero do Congresso Nacional.

Os chamandos “Cabeças” do Congresso Nacional são, na definição do DIAP, aqueles parlamentares que conseguem se diferenciar dos demais pelo exercício de todas ou algumas das qualidades e habilidades aqui descritas.

Entre os atributos que caracterizam um protagonista do processo legislativo, destacam-se a capacidade de conduzir debates, negociações, votações, articulações e formulações, seja pelo saber, senso de oportunidade, eficiência na leitura da realidade, que é dinâmica, e, principalmente, facilidade para conceber ideias, constituir posições, elaborar propostas e projetá-las para o centro do debate, liderando sua repercussão e tomada de decisão.

Enfim, é o parlamentar que, isoladamente ou em conjunto com outras forças, é capaz de criar seu papel e o contexto para desempenhá-lo.

A maioria dos parlamenatres de Mato Grosso ainda não emplacaram no Congresso Nacional.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO