Segunda-Feira, 22 de Outubro de 2018

Mato Grosso
Domingo, 29 de Julho de 2018, 08h:20

COLIGAÇÕES PROPORCIONAIS

Para eleger deputados, partidos intensificam diálogo de olho no voto dos aliados

Cícero Henrique

Reprodução

Assembleia Legislativa de Mato Grosso

No sistema político brasileiro, para que os candidatos sejam eleitos é de grande importância que estabeleçam alianças. As coligações são responsáveis pelo recrutamento de votos e movimentação eleitoral. Essa aglutinação de forças permite que partidos políticos menores, ao apoiarem candidatos com maior intenção de voto, recebam certos benefícios caso sejam eleitos.

Apesar de aparentemente viável, muitas vezes os partidos não compartilham dos mesmos ideais e interesses, o que os impedem de estabelecer as tão almejadas alianças. Em Mato Grosso, essas coligações permanecem, na maioria, instáveis. Nota-se que as movimentações de partidos políticos no Estado têm sido realizadas de maneira cautelosa.

O deputado federal Carlos Bezerra (MDB) diz que o partido possui uma visão clara em relação às possíveis coligações a serem definidas na próxima semana. Posso assegurar que os partidos que estiverem conosco estão, sem sombra de dúvidas, comprometidos com a mudança.”

Bezerra diz que as alianças serão definidas durante a convenção, mas adianta que o MDB espera eleger dois para a Câmara e cinco para a Assembleia. 

Já o Partido dos Trabalhadores espera eleger pelo menos três deputados estaduais, já que decidiu fazer coligação com o pré-candidato Wellington Fagundes(PR) ao governo de Mato Groso.

 “Temos dois candidatos em potencial para ocupar essas vagas. Um deles é o Lúdio Cabral,” destacou o deputado Barranco.

Já o representante do PP, Deputado Ezequiel Fonseca, adianta à reportagem que na disputa pelas cadeiras da Assembleia, o partido sairá com chapa forte. “Pretendemos eleger três candidatos para o Legislativo. 

 

 

 

 

1 COMENTÁRIO:

Enquanto os partidos se movimentão, em fazerem aliança,para continuarem enganando o povo.Porem o eleitor está cansado desses traidores e nessa eleição, o lema é renovação e não reeleger os atuais parlamentares.
enviado por: Miguel Peres em 29/07/2018 às 10:44:46
0
 
0
responder

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO