Segunda-Feira, 03 de Agosto de 2020

Mato Grosso
Quinta-Feira, 16 de Julho de 2020, 07h:18

CÂMARA DE CUIABÁ

Oposição recorre à GECAT contra fake news

Redação

Reprodução

Cuiabá - Nove vereadores de oposição pediram na quarta-feira (15) um um canal direto com o delegado responsável por investigar crimes de natureza cibernética na Superintendência da Polícia Judiciária Civil (PJC).

Segundo os parlamentares, eles têm sido alvo constante de produção e disseminação de notícias falsas, chamadas de “fake news” e, com a conclusão da “CPI do Paletó”, a prática aumentou ainda mais, passando a receber, inclusive, ameaças de diversas naturezas. Eles pedem investigação das fake news pela Gerência Especializada de Crimes de Alta Tecnologia {GECAT) .

Os parlamentares afirmam sofrer represálias por conta do trabalho que desempenham, voltado, principalmente, para a fiscalização do Executivo Municipal. Função legislativa que resultou, por exemplo, na “CPI da Saúde”. Presidida pelo vereador Abilio Junior, o trabalho contribuiu para o desencadeamento da operação “Sangria, realizada pela própria Polícia Civil, que culminou na prisão do secretário de Saúde, na época.

Atualmente, tramita na Câmara de Cuiabá a “CPI da Semob”, presidida por Diego Guimarães (Cidadania), que investiga denúncias de improbidade administrativa e corrupção na pasta e, nesta semana, foi conclusa a “CPI do Paletó”, presidida por Marcelo Bussiki (Podemos), que pede o afastamento imediato do prefeito Emanuel Pinheiro, por conta de atos que contrariariam a ética e a moral, necessárias para o exercício de Chefe do Executivo Municipal, além de crimes contra a administração pública.

“Há algum tempo esse tipo de crime contra nossa honra vem ocorrendo, se intensificando nos últimos dias, desde a conclusão do relatório final da ‘CPI do Paletó’, que pede o afastamento do atual prefeito de Cuiabál”, diz trecho do documento dirigido ao delegado-geral, Mário Demerval.

Assinaram o documento os vereadores Abilio Junior (Podemos), Marcelo Bussiki (Podemos), Dilemário Alencar (Podemos), Wilson Kero Kero (Podemos), Diego Guimarães (Cidadania), Felipe Wellaton (Cidadania), Klebinho Borges (PSD), Lilo Pinheiro (PDT) e Sargento Joelson (SD).

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO