Domingo, 24 de Junho de 2018

Mato Grosso
Segunda-Feira, 26 de Fevereiro de 2018, 19h:14

ALMT

ONG provoca Comissão de Ética e requer perda dos mandatos de Botelho e Savi

Cícero Henrique

ALMT

Eduardo Botelho e Mauro Savi

A ONG Moral protocolou hoje (26) uma representação junto a Comissão de Ética da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) por quebra de decoro do presidente da Casa Eduardo Botelho e Mauro Savi. A ONG requer a perda de mandatos dos deputados investigados na Operação Bereré.

Ambos foram delatados pelo ex-presidente do Detran-MT de receberem propina no "esquema criminoso em que obrigou todos os cidadãos de Mato Grosso ao efetuarem o registro do financiamento do seu veículo junto ao Detran-MT a terem que pagar taxas para se locupletarem destes valores", segundo a representação.

Divulgação

ONG Moral

 

O documento pede a instauração de processo disciplinar contra Botelho e Savi.

A Comissão de Ética é presidida pelo deputado Dr. Leonardo. Após análise da representação, ela poderá se tornar um Projeto de Resolução para a declaração de perda de mandatos e terá que ser apreciado pelo Plenário.

Eduardo Botelho disse em coletiva de imprensa que sabia do esquema e se arrepende de não ter se desligado da empresa.

Operação Bereré

A operação Bereré está relacionada à delação do ex-presidente do Detran-MT, Teodoro Moreira Lopes, o Dóia e visa desmantelar uma organização criminosa que atuava junto ao Detran realizando desvios de recursos públicos.  O esquema também consta na delação premiada do empresário Antônio Barbosa, irmão do ex-governador Silval Barbosa (PMDB).

As investigações tiveram início na Delegacia Especializada em Crimes Contra a Administração Pública e Ordem Tributária (DEFAZ)

Botelho, à época dos fatos, era empresário, sócio da FDL Serviços de Registro, Cadastro, Informatização e Certificação de Documentos Ltda que prestave serviços de gravame.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO