Segunda-Feira, 23 de Setembro de 2019

Mato Grosso
Terça-Feira, 14 de Agosto de 2018, 11h:06

CPI DOS GRAMPOS

Manobra de Wilson Santos consegue evitar CPI dos Grampos. Por enquanto.

Jô Navarro

Fablício Rodrigues/ALMT

Wilson Santos

A manobra do tucano Wilson Santos na Assembleia Legislativa de Mato Grosso para boicotar a CPI dos Grampos obteve sucesso. WS se antecipou à deputada da oposição Janaína Riva (MDB) e apresentou na semana passada um requerimento para abertura da CPI, mas ele não tinha assinaturas. Em seguida Janaína apresentou seu requerimento dom as assinaturas necessárias. A mesa diretora não aceitou e criou-se um impasse.

O presidente Eduardo Botelho (DEM) pediu parecer da Procuradoria da Casa, que comunicou que diante do impasse o regimento interno exige, para a abertura de uma quarta CPI, requerimento com 16 assinaturas, o que nenhum dos dois tem.

Para tentar contornar isso a deputada articula o encerramento da CPI das Cartas de Crédito.  "Devo ingressar com um mandado de segurança na Justiça para que a CPI das Cartas de Crédito, que nem presidente tem e que está há anos sem andamento seja encerrada para dar lugar a da Grampolândia Pantaneira," disse a deputada Janaína Riva.

Santos argumentou hoje (14) durante sessão ordinária, que seu pedido tem prioridade sobre o de Janaína. O tucano disse ter 8 assinaturas em seu requerimento e adeputada alega que elas foram coletadas depois de apresentado.

O presidente Eduardo Botelho devolveu os dois requerimentos de CPI por estarem em desacordo com o regimento. Quanto ao encerramento da CPI das Cartas de Crédito, deve partir da comissão. 'Não há previsão regimental que o presidente possa fazer isso", disse Botelho.

Wilson Santos tenta evitar que o esquema da grampolândia pantaneira envolvendo a família Taques seja investigado na ALMT. A esperança dos mato-grossenses está no TJMT e na Justiça Militar

Leia também:

WS manobra para enterrar CPI da grampolândia e Janaína apresenta requerimento com 10 assinaturas

"Os donos disso aqui são o Paulo Taques e o governador Pedro Taques", confessa cabo

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO