Sexta-Feira, 22 de Fevereiro de 2019

Mato Grosso
Terça-Feira, 12 de Fevereiro de 2019, 12h:39

DE OLHO NO TCE

Guilherme Maluf tenta adiar decisão do Tribunal Pleno para garantir indicação para o TCE

Jô Navarro

Reprodução

Guilherme Maluf (PSDB) teria recebido propina

O deputado estadual Guilherme Maluf (PSDB) tenta uma manobra jurídica para adiar o julgamento da Ação Penal Nº 128660/2017. Segundo os autos, a defesa do parlamentar apresentou petição para afastar a competência do Plenário (Tribunal Pleno), de modo que o processo passe a tramitar nas Câmaras Criminais.

A petição datada de 1º de fevereiro foi submetida à PGJ. O portal do TJMT não disponibiliza o inteiro teor da petição da defesa, nem da petição subscrita pelo Dr. Antonio Sergio Cordeiro Piedade - Promotor de Justiça e Coordenador do NACO no dia 11/02.  Informação extraoficial publicada na imprensa indica que o MPE estaria pedindo o afastamento do deputado de suas funções na Assembleia Legislativa. A resposta do relator, desembargador Rondon Bassil, é aguardada para esta terça-feira.

O julgamento no Tribunal Pleno está marcado para dia 14, mesma data em que as indicações dos postulantes à vaga de conselheiro de contas no TCE devem ser protocoladas na Assembleia Legislativa.

Réu

Guilherme Maluf fou denunciado pelo MPE por organização criminosa, corrupção passiva (20 vezes) e embaraçamento da investigação no âmbito da operação Rêmora, que desarticulou esquema criminoso de cobrança de propina de empresários que tinham contratos com a Secretaria de Educação (Seduc-MT).  Ele foi delatado pelo primo, o empresário Alan Malouf, que o apontou como um dos principais beneficiários no esquema. Maluf nega.

 

1 COMENTÁRIO:

materia mentirosa como boa parte de tudo que publica este site de quinta categoria. Todos os sites ja desmentiram o suposto pedido de afastamento, o MPE negou e o TJ também. E esse calderão de merda mantem a mentira deslavada. É a cara do dono do site, um escroto que vive mendigando mídia e chupando o saco do Botelho
enviado por: Marluce Pinto em 12/02/2019 às 17:45:53
0
 
0
responder

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO