Quarta-Feira, 23 de Setembro de 2020

Mato Grosso
Terça-Feira, 19 de Fevereiro de 2019, 11h:21

ABILIO BRUNINI DENUNCIA

Escritório de Luiz Pôssas presta serviços para AFIP, terceirizada da Saúde em Cuiabá

A denúncia do vereador Abilio Brunini (PSC) foi apresentada nesta terça-feira na Câmara Municipal

Jô Navarro

Montagem/Caldeirão News

Vereador Abilio Brunini (PSC) e Luiz Antônio Pôssas de Carvalho, Procurador e Secretário de Saúde de Cuiabá

Indicado ao cargo de procurador do Município de Cuiabá pelo MDB, nomeado no dia 23 de abril de 2018, o advogado Luiz Antônio Pôssas de Carvalho acumula o cargo de secretário municipal de Saúde desde a exoneração do médico Huark Douglas em dezembro passado, após sua prisão na operação Sangria.

Reprodução/Facebook

Perfil no Facebook

Perfil de Luiz Pôssas no Facebook

O advogado Pôssas também gerencia o escritório de advocacia Civitas Consultores e Advogados Associados, conforme ele mesmo informa em seu perfil no Facebook (Veja ao lado). A advogada Natasha Gabrielle Dias Carvalho Lima, é quem assina, atualmente, as peças do pai.

É o que relatou na manhã desta terça-feira (19) o vereador Abilio Brunini, durante sessão ordinária na Câmara Municipal. Segundo o vereador, há um conflito de interesses envolvendo o Procurador e Secretário de Saúde Luiz Antônio Pôssas de Carvalho, seu escritório de advocacia Consultores Civitas Ltda. e a empresa AFIP, prestadora de serviços laboratoriais para a secretaria de Saúde da Capital.

Segundo Abilio Brunini, a secretaria de Saúde tem negligenciado o LACEC, laboratório do município, seguidamente prjudicado com a falta de reagentes que o impedem de realizar exames laboratoriais. Apesar de possuir equipamento e mão de obra qualificada, o LACEC tem sido preterido e a AFIP acaba realizando os exames por preço unitário superior.

A Associação Fundo de Incentivo à Pesquisa (AFIP) foi contratada pelo município em 2014 por meio do Pregão eletrônico por R$ 7.020.047,76 e já está no 6º Termo Aditivo, sendo prorrogado sucessivamente "até a realização de processo licitatório".

Em janeiro deste ano o secretário Luiz Pôssas autorizou o pagamento de R$  650.506,38 para a AFIP e em dezembro foi paga a imortância de R$ 731.070,56.

Portal Transparência

Pagamentos para AFIP

                                                                                                                                                                        Pagamentos da SMS para a AFIP em dezembro/2018 e janeiro/2019

 

CPI da Saúde

Segundo o vereador Abilio Brunini, durante a CPI da Saúde foi apurado que a prefeitura estava precarizando propositalmente o Laboratório Central (Lasec) para terceirizar os serviços para a AFIP. Isso consta no relatório da CPI.

Durante oitiva na CPI da Saúde no dia 19-09-2018 a ex-coordenadora do Laboratório Central de Cuiabá (Lacec), Walquíria Alves Martins, afirmou que durante sua coordenação a gestão administrativa da Secretaria de Saúde de Cuiabá chegou a exigir que ela reconhecesse o pagamento superfaturado. “Eram valores muito altos. Mas eu li e vi que os valores não correspondiam ao que tínhamos levantados”.

Segundo relatado por Walquíria, seu afastamento da coordenação do Lacec pode ter ocorrido pelo fato de ela ter recusado autorizar pagamento de serviços, análises e exames na ordem de aproximada de R$ 6 milhões. Segundo os valores auditados por ela e sua equipe, o valor correto era três vezes menor.

 Os vereadores Abilio Brunini e Diego Guimarães pediram a convocação do secretário Luiz Pôssas para prestar esclarecimentos.

Leia também
Réu na operação Sangria, Huark Douglas continua ligado à SMS

 

 

2 COMENTÁRIOS:

O cerco está fechando para o super secretário do bezerra kkkkkk
enviado por: Durval em 20/02/2019 às 22:16:57
0
 
0
responder
Só procurar por onde ele esteve no último final de semana pelos lado de SP.
enviado por: Justiceiro em 20/02/2019 às 12:14:17
0
 
0
responder

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO