Domingo, 19 de Maio de 2019

Mato Grosso
Sexta-Feira, 29 de Março de 2019, 08h:24

POLÍTICAS PÚBLICAS

Deputado Max Russi participa de Conferência Municipal de Saúde em Barra do Garças

Assessoria

Reprodução

7ª Conferência Municipal de Saúde, em Barra do Garças

Em sua participação na 7ª Conferência Municipal de Saúde, em Barra do Garças, o primeiro-secretário da Assembleia Legislativa, o deputado Max Russi (PSB), destacou a importância da realização dessas conferências para os  encaminhamentos de políticas públicas efetivas.

Durante o evento, que aconteceu nessa quinta-feira (28), o parlamentar citou o exemplo de um de seus  projetos de lei,  que  busca garantir a restituição de eventuais valores gastos com tratamentos de saúde, realizados na rede pública.  “Uma proposta que vai ser bastante discutida e debatida e que nasceu de um evento como esse”, exemplificou

Russi também teve forte participação na cobrança dos repasses ao hospital regional do município. Max e o prefeito Roberto Farias cobraram soluções ao governador Mauro Mendes, que assegurou regulamentar a aplicação do aporte mensal e procurar medidas para sanar a dívida com o município, que ultrapassa R$ 14 milhões.

Outro marco na atuação do deputado foi quanto ao teto salarial nacional, que passou a ser garantido a agentes comunitários de saúde e de combate a endemias (ACSs) . A lei que define essa regulamentação foi sancionada por Farias e teve articulação de Max Russi, junto a Câmara de Vereadores. A jornada passa a ser de 40 horas, com o piso de R$ 1.250.

A efetivação da classe também tem sido uma bandeira do deputado Max Russi. Até mesmo antes disso, quando prefeito de Jaciara, ele foi um dos primeiros prefeitos no estado a efetivar os ACSs, inserindo-os num plano de cargos e salários.

Já quando gestor da Secretaria de Trabalho e Assistência Social (Setas-MT), Max promoveu a inclusão desses profissionais no Pró-Família. Esse programa de resgate social foi criado pelo próprio parlamentar, à época licenciado para exercer o cargo de secretário.

“Estabelecer esse debates e manter essa sequência de encaminhamentos, com a participação da população, fortalecem o desenvolvimento de ações mais firmes e que vão de encontro aos anseios de quem mais precisa dos serviços de saúde”, analisou.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO