Terça-Feira, 22 de Maio de 2018

Mato Grosso
Sexta-Feira, 26 de Janeiro de 2018, 17h:24

ESTÁ TUDO DOMINADO

Base governista domina CPI das Pedaladas para impedir investigação

Desvirtuada, CPI das Pedaladas tem a falsa finalidade de investigar desvio de recursos dos fundos constitucionais pelo governador Pedro Taques.

Cícero Henrique

Reprodução

Deputado estadual Eduardo Botelho

Quatro dos cinco indicados pelo presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso para compor a CPI das Pedaladas são integrantes da base do governador Pedro Taques. Proposta pela oposição, a CPI deveria investigar o governo Taques, suspeito de usar dinheiro do Fundeb e Fethab para pagar o duodécimo dos Poderes.
 
A estratégia dos deputados governistas foi assinar em massa o requerimento para criação da CPI e assim ocupar os principais postos, como presidente e relator. Os integrantes da Comissão foram anunciados por Eduardo Botelho: 

Titulares: Presidente da CPI deputado Mauro Savi (PSB);  Leonardo Albuquerque (PSB), Adriano Silva (PSB) e Odanir Bortolini "Nininho" (PSD). Pela oposição, foi indicados titular da comissão o deputado Allan Kardec (PT). 

Dentre os suplentes, três são da base do governador: Guilherme Maluf (PSDB), Dilmar Dal’Bosco (DEM), Wagner Ramos (PSD) . Da oposição foram indicados Romoaldo Júnior (PMDB) e Allan Kardec (PT)Por meio de nota a assessoria da deputada Janaina Riva anunciou que ela não fará parte da CPI das Pedaladas. Ela "não fará parte da Comissão Parlamentar de Inquérito uma vez que é contra a formação atual composta basicamente pela base do governo".

Além disso, Janaina disse que "considera desperdício de dinheiro público instaurar uma CPI fictícia com o objetivo de não investigar e que claramente não está comprometida com a verdade dos fatos".

Cada CPI custa uma verdadeira fortuna com a contratação de assessores, consultorias e perícias. Nenhuma delas prezou, até agora, pela transparência. A mesa diretora se recusa a prestar contas dos gastos, as CPIs realizam até mesmo reuniões sigilosas, contribuindo para o aumento das suspeitas sobre a lisura e independência das investigações.
 
Veja abaixo íntegra da nota:
 
Diante da informação de que o presidente da Assembleia Legislativa Eduardo Botelho nomeou os membros da CPI das Pedaladas sem aguardar a formação novos blocos partidários como era o desejo dos parlamentares que assinaram o requerimento,  a deputada estadual Janaina Riva (PMDB) informa que não fará parte da Comissão Parlamentar de Inquérito uma vez que é contra a formação atual composta basicamente pela base do governo.

A parlamentar considera desperdício de dinheiro público instaurar uma CPI fictícia com o objetivo de não investigar e que claramente não está comprometida com a verdade dos fatos.
 
 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO