Quinta-Feira, 15 de Novembro de 2018

Mato Grosso
Quarta-Feira, 07 de Novembro de 2018, 10h:09

ALMT

Assembleia Legislativa e a nau dos rejeitados

Cícero Henrique

Reprodução

Assembleia Legislativa de Mato Grosso

Quem entende do assunto afirma com segurança que a eleição para a nova Mesa da Assembleia só será decidida nos minutos finais que antecederão a escolha, lá pelo dia 31 de janeiro ou 1.º de fevereiro. Quaisquer especulações no momento não passam mesmo do que são – especulações.

Alguns que já se lançaram candidatos começam a sentir os efeitos da pressa. Por enquanto – frise-se -, por enquanto, está vigente o acordo do governador eleito Mauro Mendes de não colocar empecilhos à vontade do atual presidente, Eduardo Botelho, de continuar no comando.

Não se trata bem de um apoio, mas de não se imiscuir ou se responsabilizar por sua eleição. Por isso, transfere ao próprio deputado a responsabilidade de articular o apoio interno de que precisa. Mauro Mendes não fará nada contra – um sinal de que não pretende se tornar co-responsável por manter na direção da Casa alguém que, a qualquer momento, poderá ser atingido por petardos mais fortes da Operaçções Policiais.

Vendo que Eduardo Botelho pode ser enfrentado e abatido, deputados da oposição ainda tentam formar uma chapa capaz de atrair a bancada novata e completamente inexperiente que se elegeu em outubro.

Restam poucos nomes em condições de chegar lá. Inscreve-se deputados com discursos de valentia que de vez em quando profere – ser representante do baixo clero, aquele grupo de parlamentares que não exercem influência sobre colegas e, portanto, sem perfil de liderança e credibilidade para ocupar o estratégico cargo de presidente da AlMT e o terceiro posto na hierarquia sucessória do estado.

Resumo da ópera: a eleição na Assembleia ainda está totalmente aberta. E dependente da vontade, ainda não manifestada, dos poucos deputados –  hábeis articuladores dos bastidores e meandros da Assembleia – de agir para colocar as coisas nos devidos trilhos.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO