Segunda-Feira, 20 de Novembro de 2017

As revelações sobre a quadrilha de deputados na ALMT | Caldeirão Político
Mato Grosso
Sexta-Feira, 08 de Setembro de 2017, 12h:55

ALMT CASA DE HORRORES

As revelações sobre a quadrilha de deputados na ALMT

Redação

Site MidiaNews

Deputados Wagner Ramos, Silvano e José Domingos Fraga

Agora é certo que existe uma quadrilha de deputados bandidos na Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso, que precisam ser imediatemente afastados dos cargos e presos. Esses parlamentares não podem mais conviver em sociedade. Só o presidente do  legislativo, deputado Eduardo Botelho, vem sendo conivente e protegendo a quadrilha que tomou de assalto os cofres do Estado.

Agora mais uma denúncia, o filho do ex-governador Silval Barbosa, Rodrigo Barbosa, afirmou ter repassado R$ 650 mil para os deputados estaduais Wagner Ramos (PSD), Silvano Amaral (PMDB) e José Domingos Fraga (PSD) votarem pela aprovação das contas de Governo de seu pai, referentes ao exercício 2014. 

Segundo Rodrigo, próximo da votação das contas de Governo, no final de 2015 - na atual legislatura - ele foi procurado por uma pessoa chamada "Góes" - que, mais tarde, descobriu ser Antonio Góes, ex-secretário-adjunto de Governo da Prefeitura de Sinop. Ele queria agendar uma reunião de Rodrigo com o deputado estadual Silvano Amaral.

O parlamentar pediu R$ 200 mil pelo seu voto na Comissão de Fiscalização e Acompanhamento da Execução Orçamentária, responsável por dar parecer às contas.

De acordo com Rodrigo, o encontro ocorreu no estacionamento da Padaria Moinho, em Cuiabá, ocasião em que Ramos pediu R$ 400 mil para dar parecer favorável. O médico propôs R$ 250 mil, mas o parlamentar não aceitou.

Veja trecho da delação:

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO