Terça-Feira, 25 de Fevereiro de 2020

Mato Grosso
Sexta-Feira, 10 de Janeiro de 2020, 09h:07

CASO ELIZABETE

"Agora sou culpado de tudo, até do dinheiro que caiu do paletó", diz Abilio

Segundo vereador, marketing tenta desviar atenção da corrupção no Hospital São Benedito criando cortina de fumaça. "Agora é tudo culpa do Abilio"

Jô Navarro

Reprodução

Cuiabá - O vereador Abilio Junior tem sido apontado por apoiadores do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, como autor de uma 'armação' com objetivo de incriminá-lo. O vereador alerta que alguns sites na Capital publicaram 'fake news' com a falsa informação de que a servidora do Hospital São Benedito, Elizabete Maria, acusou-o, em depoimento na Deccor,  de "armar " contra o prefeito e incentivá-la a manter a acusação de pagamento de propina de R$ 50 mil (pelo prefeito) para vereadores em troca da cassação do mandato do oposicionista. Vale ressaltar que a investigação está sob sigilo e nem mesmo os advogados podem fazer declarações sobre o conteúdo do depoimento da denunciante.

Em live gravada na quinta-feira (09.01) Abilio Junior detalha todas as mensagens enviadas por Elizabete, cuja identidade só conheceu no dia em que ela prestou depoimento na Comissão de Ética e Decoro Parlamentar, na condição de testemunha de acusação.

O vereador registrou em cartório todos os diálogos mantidos com a informante desde o dia 6 de novembro de 2019 por meio do aplicativo WhatsApp. A princípio, ela denunciou contratações irregulares no HSB e posteriormente afirmou que estava sendo pressionada a depor contra o vereador na Comissão de Ética e que a assinatura na intimação para depor não era dela.

Entenda o caso: EXCLUSIVO: Denunciante cita festa, amante de Emanuel e compra de votos para cassar vereador

Após o depoimento em que confirmou a denúncia de que o prefeito teria pago R$ 50 mil para vereadores durante uma festa na casa de Juca do Guaraná, a servidora procurou o vereador, também via aplicativo de celular, dizendo estar com medo e temer por sua vida. O vereador afirma que comunicou a polícia e decidiu ir até a residência de Elizabete. Lá, propôs levá-la para pernoitar em um hotel e pediu ajuda da base da Polícia Militar no bairro CPA 4. Elizabete foi levada para o hotel em companhia da filha pequena e levou consigo uma caixa de documentos que afirmou serem "as provas de corrupção no Hospital São Benedito". No dia seguinte ela registrou a denúncia e prestou depoimento na Defaz. 

Segundo o vereador, toda a conversa que teve com Elizabete foi gravada, na residência dela e no hotel.

Veja abaixo íntegra da live gravada pelo vereador e entenda o que está por trás das fake news:

 

 

2 COMENTÁRIOS:

Então vereador Abilio esta lidando com raposas e cobras. ele é vitima nisso tudo a população enxerga que a uma armação/coluio tentando manchar o vereador, porque é o unico que mostra a verdade doa a quem doer.
enviado por: Emanuela em 10/01/2020 às 10:29:37
0
 
0
responder
kKKKKKKKKK, pelo amor de Deus. Morro e não vejo tudo!
enviado por: fabinm em 10/01/2020 às 09:38:10
0
 
0
responder

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO