Quarta-Feira, 23 de Outubro de 2019

Mato Grosso
Quinta-Feira, 15 de Agosto de 2019, 15h:25

CÂMARA DE CUIABÁ

A quem interessa impedir a conclusão da CPI do Paletó?

Propina do paletó, dois anos de impunidade

Cícero Henrique

Reprodução

Emanuel Pinheiro, prefeito de Cuiabá e Misael Galvão, presidente da Câmara de Vereadores

O presidente da Câmara de Cuiabá está andando sobre a corda bamba. Ele e todos os vereadores da base do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB).

Misael Galvão defende os interesses do prefeito Emanuel Pinheiro na Câmara, rejeitando todos os questionamentos do grupo de oposição que incansavelmente denuncia irregularidades na administração municipal.

Se continuar nessa toada, Misael e todos os vereadores que defendem com unhas e dentes o prefeito da Capital, fechando os olhos para o que não lhes convém, terão seus nomes associados ao vídeo do paletó, que mostra o prefeito embolsando dinheiro de propina, segundo afirmou com todas as letras, o ex- governador Silval Barbosa quando prestou depoimento na CPI do Paletó.

PROPINA DO PALETÓ: DOIS ANOS DE IMPUNIDADE

“Aquelas imagens são fruto de extorsão que houve para não atrapalhar obras da Copa, MT Integrado e outras. Chegaram a pedir R$ 1 milhão. Chegamos a um acordo de R$ 600 mil para cada deputado e dividimos em doze parcelas”, declarou Silval à CPI da Saúde na Câmara de Vereadores de Cuiabá. No dia da gravação, Sílvio disse que Emanuel levou R$ 20 mil, mas depois voltou para pegar o resto.

Reprodução

Emanuel Pinheiro recebendo propina

Emanuel da propina do paletó

O ex-chefe de gabinete do ex-governador Silval Barbosa, Sílvio César Corrêa, disse, no dia 16/02/2018, em depoimento à CPIdo Paletó: "Ele (Emanuel Pinheiro) foi pra receber propina do acordo. Não tinha outra finalidade", respondeu Corrêa quando questionado sobre a finalidade do dinheiro que entregou para Emanuel Pinheiro em seu gabinete (que foi filmado). 

A CPI do paletó está judicializada e a julgar pelo histórico de tramitação  de casos polêmicos no Judiciário, vai encerrar a atual legislatura sem que seja concluída.

Dois anos após a revelação do 'vídeo do paletó', o prefeito é só alegria, já em campanha para a reeleição, 'fechando' com partidos apoio à empreitada. Por isso já dissemos antes, o judiciário tem sua cota de responsabilidade pela impunidade de políticos.

A quem interessa impedir a conclusão da CPI do Paletó?

Relembre:

Silval Barbosa disse para na CPI do Paletó que deputados fizeram 'fila indiana' para receber propina no dia em que foram filmados.

 

 

1 COMENTÁRIO:

Vergonha e o que sinto . ainda vem falar em humanização
enviado por: Roberto em 15/08/2019 às 18:09:56
0
 
0
responder

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO