Terça-Feira, 25 de Fevereiro de 2020

Legislativo

Sexta-Feira, 14 de Fevereiro de 2020, 21h:08

VOCÊ PRECISA VER ISTO

Abilio publica vídeo da oitiva de Elizabete, que revelou suposto esquema para cassar seu mandato

Veja os detalhes da oitiva que virou caso de polícia depois que a testemunha denunciou suposto pagamento de propina para vereadores cassarem mandato de Abilio Junior

Jô Navarro

Reprodução

Cuiabá - Após a votação favorável à cassação do seu mandato na Comissão de Ética e Decoro Parlamentar (CE), o vereador Abilio Junior (PSC) antevê a cassação em Plenário, por maioria de votos. A votação está prevista para a próxima terça-feira (18), às 8h.

Na tarde de quinta-feira (13), Abilio Junior publicou em seu perfil no Facebook o vídeo da reunião da Comissão de Ética realizada no dia 26-11-2019, quando colheu o depoimento da testemunha de acusação Elizabete Maria, funcionária do Hospital São Benedito. A gravação consta dos autos do processo, mas foi mantida em sigilo por determinação do presidente da CE, vereador Toninho de Souza.

Diego Guimarães pede que Elizabete confirme se reconhece um número de telefone. "É meu", responde a testemunha. A foto de capa desta matéria, capturada do vídeo, mostra a reação de Toninho de Souza, do vereador Ricardo Saad e do procurador da Câmara no instante em que o vereador Diego pergunta à servidora onde ela esteve na noite de quinta para sexta-feira, data do polêmico jantar na residência do vereador Juca do Guaraná.

Leia também: Comissão de Ética apresenta Notícia-Crime sobre compra de votos para cassar opositor de Emanuel Pinheiro

A situação que se segue mostra como muda o tratamento dado à servidora pública, enquanto o vereador Saad a acusa de estar sendo "manipulada pelo Abilio", ao que ela responde: "Não estou sendo manipulada". Afirma que foi ela quem procurou Abilio pela primeira vez.

Elizabete afirmou ainda que o vereador Abilio Junior em nenhum momento foi agressivo ou desrespeitoso quando foi, em nome da CPI da Saúde, fiscalizar documentos no Hospital São Benedito.

Ao longo da oitiva de Elizabete Maria, fica evidente o desconforto dos vereadores Saad e Toninho, quando ela relata que parlamentares vão até o hospital para "pedir cargos". A servidora disse sofrer muita pressão da diretoria

Após a oitiva de Elizabete Maria, foi ouvido Gonçalo Cesar Paes de Proença, analista de Recursos Humanos no Hospital São Benedito, na qualidade de testemunha de acusação. O depoente leu as anotações que levou no celular, recusando-se a responder coloquialmente. Ele mencionou que o vereador "sempre chega falando alto e filmando", mas questionado se ele agiu desrespeitosamente quando fiscalizou documentos na condição de presidente da CPI da Saúde, negou.

Em atualização

Assista o vídeo da oitiva e confira todos os detalhes - CLIQUE AQUI   ou assista abaixo

 

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO