Terça-Feira, 17 de Setembro de 2019

STF
Quarta-Feira, 07 de Agosto de 2019, 14h:29

LULA PEDE LIBERDADE

Defesa de Lula recorre a Gilmar Mendes para evitar transferência para o Tremembé

Defesa pediu a GM a liberdade do ex-presidente até que seja julgado um HC pela Segunda Turma

Redação com Agências

Reprodução

Ministro Gilmar Mendes

O juiz Paulo Eduardo de Almeida Sorci, da Justiça Estadual de São Paulo, determinou que o ex-presidente Lula da Silva cumpra pena no presídio de Tremembé, no interior paulista. A decisão foi tomada poucas horas depois de a juíza federal do Paraná Carolina Lebbos determinar a transferência de Lula da Superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba para um estabelecimento prisional de São Paulo.

A defesa do ex-presidente recorreu diretamente o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), para que conceda liberdade ao ex-presidente até o julgamento de um habeas corpus (pedido de liberdade) pela Segunda Turma do tribunal ou – caso isso seja negado – o mantenha preso em sala de estado maior (cela especial).

O habeas corpus foi dirigido especificamente a Gilmar Mendes porque o ministro havia pedido vista (mais tempo para analisar) de um pedido de liberdade anterior. Ele ainda terá que levar o tema para julgamento na Segunda Turma do STF.

Por isso, o gabinete de Gilmar Mendes informou que a petição será julgada pelo ministro Luiz Edson Fachin, relator original.

Atualizado às 15:33h - O ministro Gilmar Mendes decidou encaminhar o pedido da defesa de Lula ao presidente do STF Dias Toffoli. Caberá a Toffoli decidir quem julgará o pedido.

Neste momento uma comitiva de deputados do PT e outros partidos da oposição estão reunidos com o ministro Dias Toffoli.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO