Sábado, 20 de Outubro de 2018

Judiciário
Terça-Feira, 12 de Junho de 2018, 13h:37

LAVA JATO

Juízes e procuradores da Lava-Jato também tinham apelidos

Redação

Reprodução

Deltan Dallagnol

Amante, Coxa, Mineirinho, Amigo, Italiano são apelidos bem conhecidos das planilhas de propinas da Odebrecht e alguns deles tão óbvios que nem precisaram de muitos esforços para fazer a relação com o nome real.

Agora começam a aparecer os codinomes do pessoal da Justiça. Empresários e políticos se referiam a juízes, delegados e procuradores também por pseudônimos: Sérgio Moro era “Mazzaropi”; Rosalvo Ferreira Franco, que chefiou o início da Lava-Jato no Paraná, “Maguila”; o delegado Márcio Adriano Anselmo, “Freddy Mercury”; Rodrigo Janot, “Cavalo Branco”; Deltan Dallagnol, “Bispo”. E por aí vai… a diferença é que esses não constam no setor de propinas da Odebrecht.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO