Terça-Feira, 29 de Setembro de 2020

Internacional

Quarta-Feira, 05 de Agosto de 2020, 09h:04

EXPLOSÃO APOCALÍPTICA

Devastação em Beirute depois da explosão

Redação

A tragédia que abateu Beirute (Líbano) já é comparada a um pequeno apocalipse que desvastou quarteirões da cidade fazendo até o momento cerca de 100 mortes e 4 mil feridos, de acordos com informações preliminares,  aponta um novo relatório divulgado nesta quarta pela Cruz Vermelha Libanesa. "Nossas equipes ainda estão realizando operações de busca e salvamento nas áreas circundantes", afirma o texto.

Declarada "cidade sinistrada" pelo Conselho Superior de Defesa, a capital libanesa acordou em choque e enlutada. De acordo com o governo, de 250 mil a 300 mil pessoas estão desabrigadas. Até o momento, os danos estão estimados em mais de US$ 3 bilhões e atingem quase metade da cidade de Beirute.

A potência das explosões foi tão intensa que os sensores do Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês) as registraram como um terremoto de 3,3 pontos na escala Richter. A onda de choque dessas deflagrações foi sentida até na ilha do Chipre, a mais de 200 quilômetros de distância.

No epicentro da tragédia, o panorama é apocalíptico: lixeiras parecem latas de conserva retorcidas, e carros estão incinerados pelas ruas. Com a ajuda de policiais, os socorristas passaram a noite em busca de sobreviventes e mortos sob os escombros.

O país enfrentando diversas crises, política, econômica e social, agora com essa tragédia, mais uma vez Beirute está em luto.

Danos podem chegar a entre três bilhões e cinco bilhões de dólares, afirmou o governador Marwan Abbud.

O país necessita urgentemente de ajuda humanitária, vários paises já se manifestaram publicamente em ajudar, até mesmo os maiores rivais como Irã, Israel, Estados Unidos da América.

 

 

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO